Conscientização que vem dando certo

   

Ainda é cedo para dizer que tudo voltará como antes, mas já se enxerga um caminho para seguir.

Shizo Abe, o Primeiro Ministro, em cadeia nacional, fez um pronunciamento sobre a liberação parcial de 39 estados, ficando apenas 8 províncias em "estado de emergência”, que são: Tóquio, Kanagawa, Saitama, Chiba, Hokaido, Kyoto, Hyogo, Osaka. Se esses estados alcançarem algumas metas estabelecidas pelo governo, poderão ser parcialmente liberadas.

No sábado, 17, foi a primeira vez que a cidade de Osaka não teve nenhum contaminado, o que leva a crer que no dia 21, data da próxima avaliação, a cidade poderá ter uma parte do comércio liberado para a população.

Apesar do afrouxamento do "estado de emergência, todos precisarão cumprir algumas regras estabelecidas pelo Conselho Consultivo, que são: evitar aglomerações, manter as distâncias sociais, evitar viagens para outras provîncias, uso de máscaras em locais de coletivos (supermercados, bancos, etc.), higiene pessoal, entre outras regras.

As lojas funcionarão em horários mais curtos, e sempre com o cuidado de evitar aglomerações, controlando a entrada dos clientes. Restaurantes devem espaçar as mesas e cadeiras, e desinfetar frequentemente o ambiente. As escolas devem voltar gradativamente, e os alunos ficarão distribuidos de maneira a evitar contato muito próximos. Darão prioridade para os alunos do primeiro e último ano do ensino fundamental, enquanto os colegiais e outras séries ainda aguardarão mais um período para voltarem às aulas. Bares e clubes noturnos, apesar de liberados, devem ser evitados. Quem puder continuar trabalhando em "home office”, deve continuar a fazê-lo, e ainda criar um revezamento para o uso do transporte coletivo, evitando assim, picos de passageiros.

Respeitando todos esses cuidados básicos, as ações individuais passarão em prol do coletivo, evitando um contágio desenfreado que possa sobrecarregar o sistema de saúde.

Neste período a quantidade de testes com resultados rápidos aumentará para até 30 mil por mês, o que provavelmente dará uma idéia melhor do panorama da pandemia.

Apesar de liberado, deu para notar que muitos comerciantes preferiram continuar com suas lojas fechadas, e a população, de uma maneira geral evitam sair para lugares que não sejam essencias. Caso esse rítimo continue, e a consciência do pessoal continue alta, tenho certeza que até o final de junho os campeonatos profissionais de esportes estarão liberadas.

Até o momento, o Japão teve 17,022 contaminados e 761 mortos, sendo que Tóquio lidera com 5,050 contaminados, seguido de Osaka com 1,770 pessoas contaminadas.

Apesar de certo otimismo, especialistas alertam para uma possível volta do vírus, como aconteceu na China, Coréia e em alguns países europeus.

Portanto, todo cuidado é pouco para conseguirmos sair dessa situação.

Dados informativos de Tóquio