Encarecendo

   

Abenomics é como os japoneses estão chamando um ousado plano de reestruturação econômica proposto pelo primeiro ministro Shinzo Abe e sua equipe.

A idéia central é estimular o consumo elevando a renda nacional "per capta", eliminando vários entraves burocráticos e incluindo várias medidas de desregulamentação para o setor privado.

Como parte do povão não sei como tudo isso funciona na esfera política, mas percebi na prática que diversos produtos estão encarecendo.

Desde o dia primeiro de julho as contas de água, luz e gás sofreram aumentos. Vieram aumentos na conta telefônica, aparelhos eletro-eletrônicos e agora nas frutas e verduras, que nunca foram baixas. Um tomate ou uma laranja em torno de um dólar e meio. Mamão por 6 dólares e cinco quilos de arroz por 38 dólares. Um bife de cem gramas por aproximadamente 12 dólares. Caro, não é?

Ir ao supermercado com menos de cinqüenta dólares não vale a pena, simplesmente porque não dá para comprar quase nada.

Dizem que haverá aumento nos salários e bônus anuais. Apesar de eu não recebê-los, o jeito é esperar para ver como se comportarão os ganhos dos "salary man". Se eles começarem a sair para beberem ao final do expediente, sinal de que as coisas estão melhorando. Se houver retração acentuada nas bebedeiras, o melhor é tomar cuidado. Esse é o melhor parâmetro para avaliar como está a situação econômica. Nada de acompanhar os noticiários econômicos ou dar ouvidos para o que dizem os ministros.

Shopping Center de Odaiba