Jogos Asiáticos 2018

   

Depois da desistência do Vietnan, a Indonésia foi eleita para sediar os jogos, que ocorrem nas cidades de Jacarta e Palembang. São 46 países que disputam 42 modalidades, entre elas, algumas que quase ninguém ouviu falar. Alguém sabe como se pratica Kabaddi, Sampo, Sepktakraw, Wushu, Bridge ou Pencaksilat?

Outros esportes são conhecidos mas não como esportes olímpicos como: boliche, golfe, jet ski, paragliding, patinação de velocidade e soft tênis.

A infraestrutura dos jogos é simples, pois tudo teve que ser construido ou reformado às pressas, pois foi apenas em julho de 2014 que a Indonésia foi definida como país-sede, depois que Hanói percebeu que teria que gastar aproximadamente 300 milhões de dólares, e tirou o cavalo da chuva.

Os jogos também são interessantes porque participam países sem nenhuma tradição esportiva, e ver seus atletas se esforçando ao máximo mesmo sabendo que não possuem a menor chance de vitória, torna esses jogos "mais humanos", um pouco distante dos Jogos Olímpicos de Verão onde vemos atletas totalmente preparados apenas para vencer.

Países pouco conhecidos esportivamente como Butão, Laos, Maldívias, Síria, Mianmar, Paquistão e Palestina levaram seus atletas para desfilaresm na abertura do evento.

Nada de lances esportivos computadorizados em núvens coloridas ou alguém descendo de algum foguete transparente. Tudo na simplicidade típíca dos indonesianos, que pelo jeito se esforçaram muito para fazer desses jogos alguma coisa inesquecível para o país.

Na abertura, até o presidente mostra sua simplicidade, chegando numa moto para a abertura da solenidade. Aqui na Ásia as coisas são diferentes, não é mesmo?

Jogos Asiáticos - abertura