Naruhito e Masako: 20 anos de regras cumpridas

   

O tempo passa para todos.

O príncipe herdeiro do trono japonês, Naruhito e sua esposa Masako completaram 20 anos de casados. Ela, atualmente com 49 anos e ele com 53 possuem uma filha, Aiko, de onze anos.

A princesa sofre a muitos anos de depressão induzida provavelmente pelo estresse relativo ao modo de vida que precisou incorporar depois do casamento.

Formada pela Universidade de Havard e trabalhando como diplomata, teve que abandonar, a contra gosto, os afazeres profissionais para casar com Naruhito. Pressionada para engravidar de um menino para seguir a hierarquia imperial, sofreu um aborto em 1999. Dois anos depois, nasceu à menina Aiko, única filha do casal. Segundo os médicos da família real, Masako ainda não aceitou completamente o fato de não ter conseguido dar à luz a um menino, cumprindo as expectativas de toda uma nação, para herdar o trono imperial.

Masako surpreendeu todos quando aceitou, no mês passado, a participar da cerimônia do atual rei da Holanda, Willen-Alexander e Máxima, realizada em Amsterdã depois mais de uma década sem fazer viagens internacionais.

Com a saúde de sua esposa ainda fragilizada, Naruhito continuará sua rotina de visitas diplomáticas sozinho. Já entre os dias 10 e 15 de junho, ele percorrerá cinco cidades espanholas em comemoração aos 400 anos das relações comerciais entre os dois países.

Segundo as más línguas, a formalidade imposta pela família real está fazendo mal a Masako, que sempre foi uma pessoa livre e independente, mas que foi escolhida "a dedo" para ser a esposa e companheira perfeita para o príncipe. O casamento causou uma mudança brusca na vida da princesa, que não conseguindo lidar satisfatoriamente com a situação, entrou em depressão e continua em tratamento desde 2002.

Como disse no início do texto: "o tempo passa para todos".

Naruhito e Masako na Holanda