Carne de Porco com Manga

   

Olá, pessoal!

Tudo bem?

Depois de um prazo razoável de "jejum", temos uma nova postagem.

Pode ser que nada justifique ausências tão prolongadas - mas acredito que uma breve menção aos desafios diuturnos da advocacia, da docência no ensino superior e da paternidade ajudem a entendê-las!

A receita de hoje leva carne suína e manga bem madura. Para equilibrar os sabores, também juntamos um elemento mais ácido (vinagre) e, para desafiar o paladar um toque (sutil) de alecrim.

É bem verdade que a receita pode ser meio de "temporada", por conta de a manga ser um ingrediente essencial - mas também é verdade que nas grandes cidades você encontra essa fruta nos supermercados quase durante o ano inteiro.

Vamos lá!

Ingredientes:

600g de carne suína em cubos

1 manga madura picadinha

3 cebolinhas pequenas cortadas ao meio

alecrim

vinagre balsâmico

azeite

sal temperado

Modo de Fazer:

Tempere a carne com o sal, o alecrim e um fio generoso de azeite. Deixe descansar por 30 minutos.

Aqueça uma panela anti aderente, junte a carne e sele bem.

Quando a carne estiver selada, abaixo fogo junte a cebola, tampe a panela e deixe cozinhar.

Quando a carne estiver cozida e bem refogada, junte a manga e um fio de vinagre, e tampe a panela novamente.

Deixe cozinhar por mais cinco minutos. Mexa bem para deixar homogêneo, prove o tempero.

Está pronto!

E fica realmente muito interessante, pessoal!

O aroma já é um bom convite para a mesa; e as texturas e o sabor também não decepcionam.

Se você não tiver cebolinhas pequenas, pode usar uma cebola grande cortada em pétalas, sem grandes prejuízos.

Como sempre, estão todos convidados a participar - inclusive enviando suas próprias contribuições, que a gente edita e traz para cá, conferindo a respectiva autoria, sempre, é claro.

Para ver outras receitas e resenhas, dê uma olhada no nosso índice, e também curta nossa fanpage para ficar sempre a par das novidades que trazemos para cá, além de outras notícias, sugestões e curiosidades que compartilhamos apenas por lá mesmo, quase diariamente.

Um grande abraço a todos e "inté",

Thiago "Virgulino"