DOIDO PARA BRIGAR... LOUCO PARA AMAR

   

Primeira comédia da carreira de Clint Eastwood, Doido Para Brigar... Louco Para Amar, dirigido por James Fargo, seria originalmente estrelado por Burt Reynolds. Porém, Eastwood, depois que leu o roteiro de Jeremy Joe Kronsberg, acabou se interessando pela história. Aqui ele é Philo Beddoe, um caminhoneiro que adora uma briga e está sendo acompanhado de Clyde, um orangotango que ele ganhou em uma aposta. As brigas, na verdade, são agenciadas por seu irmão Orville (Geoffrey Lewis). Paralelo a isso, Philo é um homem em busca de um grande amor e após conhecer a cantora Lynn Halsey-Taylor (Sondra Locke) e decide cruzar o país para reencontrá-la. Doido Para Brigar... Louco Para Amar tornou-se um dos mais populares e bem-sucedidos trabalhos de Eastwood, o que fez com que uma continuação fosse rapidamente planejada. E não há como negar que o grande atrativo do filme é Manis, nome real do orangotango em sua estreia no cinema. Carismático ao extremo, ele rouba todas as cenas em que aparece. Em tempo: a atriz Ruth Gordon, mais conhecida por seus papéis em O Bebê de Rosemary e Ensina-me a Viver, interpreta a impagável mãe de Philo e Orville.

DOIDO PARA BRIGAR... LOUCO PARA AMAR (Every Which Way but Loose - EUA 1978). Direção: James Fargo. Elenco: Clint Eastwood, Sondra Locke, Geoffrey Lewis, Beverly D’Angelo, Walter Barnes, Roy Jenson, James McEachin, Bill McKinney, Dan Vadis e Ruth Gordon. Duração: 114 minutos. Distribuição: Warner.