MAGNATAS DO CRIME

   

O cineasta inglês Guy Ritchie estava há mais de dez anos longe do submundo do crime londrino. Desde Rock’n’Rolla, de 2008, que ele não explorava esse universo. Magnatas do Crime, que ele escreveu e dirigiu em 2019, nos apresenta Michael Pearson (Matthew McConaughey), um poderoso traficante de drogas que criou um império dos mais lucrativos e eficientes. Quando ele decide vender seu negócio desperta o interesse e a cobiça de seus rivais. O mais interessante aqui é a maneira como a história é contada. Ritchie faz uso de metalinguagem na figura de Fletcher (Hugh Grant) e sua longa conversa com Raymond (Charlie Hunnam), homem de confiança de Pearson. Na trama, ele apresenta um roteiro para um filme que ele escreveu. A brincadeira do "filme dentro do filme” é bem divertida e funciona muito bem. Magnatas do Crime, infeliz tradução brasileira para The Gentlemen (Os Cavalheiros), cumpre o que promete. Não tem aquele frescor de originalidade que vimos nos primeiros trabalhos do diretor, mas diverte na medida certa. Uma curiosidade: a atriz Eliot Sumner, que interpreta a viciada Laura Pressfield, é filha do cantor Sting na vida real.

MAGNATAS DO CRIME (The Gentlemen - Inglaterra 2019). Direção: Guy Ritchie. Elenco: Matthew McConaughey, Hugh Grant, Charlie Hunnam, Michelle Dockery, Jeremy Strong, Colin Farrell, Henry Golding, Tom Wu e Eddie Marsan. Duração: 113 minutos. Distribuição: Paris Filmes.