NICO - ACIMA DA LEI

   

O americano Steven Seagal era instrutor de aikido, uma arte marcial japonesa, quando chamou a atenção de Michael Ovitz, poderoso agente de Hollywood. Isso lhe abriu as portas do cinema e em 1988 ele estrelou seu primeiro longa, o policial Nico - Acima da Lei, dirigido por Andrew Davis. A partir de uma história criada pelo próprio Seagal junto com o diretor, o roteiro foi escrito por Davis, ao lado de Steven Pressfield e Ronald Shusett e gira em torno de Nico, que trabalha na polícia de Chicago. Após descobrir um esquema de tráfico de drogas, ele é afastado do caso e vê as coisas tomarem um rumo inesperado. Nico faz uso então de seu treinamento especial de soldado no Vietnã e decide que a lei deve ser cumprida. Nem que seja do seu jeito. Seagal se destacou pelo jeito novo de lutar. E chegou com força. Além de coautor, também coproduziu o filme e foi o responsável pela contratação do diretor. Ele gostou do filme Código do Silêncio, que Davis havia dirigido três anos antes com Chuck Norris. De baixo orçamento, Nico teve um retorno mais do que satisfatório nas bilheterias e tornou seu ator um nome bancável na indústria. Infelizmente, as escolhas posteriores de Seagal foram descendo ladeira abaixo. Mas este seu primeiro longa continua o melhor dos que ele fez pelo simples fato de saber sua exata medida, ou seja, cumpre o que promete e nada mais do que isso.

NICO - ACIMA DA LEI (Above the Law - EUA 1988). Direção: Andrew Davis. Elenco: Steven Seagal, Sharon Stone, Pam Grier, Henry Silva, Ron Dean, Daniel Faraldo, Chelcie Ross, Gregory Alan Williams e Jack Wallace. Duração: 99 minutos. Distribuição: Warner.