ONZE HOMENS E UM SEGREDO

   

Na virada dos anos 1950 para 1960 o grupo denominado Rat Pack, composto por Frank Sinatra, Dean Martin, Sammy Davis Jr., Peter Lawford e Joey Bishop se destacou em shows e filmes. O principal desses filmes foi Onze Homens e Um Segredo, dirigido em 1960 por Lewis Milestone. 41 anos depois, o cineasta Steven Soderbergh dirigiu uma refilmagem tendo à frente do elenco os astros George Clooney e Brat Pitt. A nova versão teve seu roteiro escrito por Ted Griffin, a partir do roteiro original de Harry Brown e Charles Lederer. A trama é a mesma: Danny Ocean (Clooney) reúne uma equipe de 11 especialistas para ajudá-lo a assaltar três cassinos de Las Vegas (o Bellagio, o Mirage e o MGM Grand), que pertencem a Terry Benedict (Andy Garcia), em apenas uma noite. Soderbergh vinha de um ano extremamente produtivo e premiado. Ele havia dirigido dois filmes no ano anterior Erin Brockovich (que deu o Oscar de melhor atriz para Julia Roberts) e Traffic (que deu a ele o Oscar de melhor direção). Sua versão de Onze Homens e Um Segredo fez muito sucesso no mundo todo e abriu uma franquia que gerou duas continuações e um derivado. É visível o clima amigável e de diversão que deve ter sido as filmagens. Aliado a um roteiro de precisão cirúrgica, uma direção e montagem ágeis, sem esquecer, é claro, o fantástico elenco, trata-se de um filme de aposta certa. Para ver e rever e se divertir sempre. Em tempo: Na época o cachê de Julia Roberts girava em torno de 20 milhões de dólares por filme. George Clooney enviou um bilhete para a atriz com uma nota de 20 dólares convidando-a para participar da brincadeira e ela topou.

ONZE HOMENS E UM SEGREDO (Ocean’s Eleven - EUA 2001). Direção: Steven Soderbergh. Elenco: George Clooney, Brad Pitt, Matt Damon, Elliott Gould, Bernie Mac, Casey Affleck, Scott Caan, Carl Reiner, Andy Garcia e Julia Roberts. Duração: 116 minutos. Distribuição: Warner.