Homenagens de Marli T.Andrucho Boldori, Jaime Vieira, Maria Teresa Freire e Rita Delamari

   

Pandemia une o Universo

O medo tomou conta

O mundo parou

Sem tempo para chorar

Era tarde

Universo pediu socorro

Seu grito ecoou

Nada se fez

O tempo passou

Então

Um vírus chegou

Implacável

Mostrou seu poder

Então

Os joelhos se dobraram

E as orações

Uniram a humanidade.

Marli Terezinha Andrucho Boldori

Vice-presidente da AVIPAF - Cadeira 11

***

Caos na Terra

Estrelas indecisas

adornam o céu.

Luzes de neon oportunistas

já não seduzem a cidade.

Uma sinistra pandemia

assusta a humanidade

e silencia as ruas vazias

da minha cidade.

Em descaso não crio caso,

tenho medo de ter medo

e o caos rasteja aos poucos

e quase me invade.

Bebo a noite pela janela

afasto os escombros e fracassos

e em silêncio me desfaço

nos braços de um poema ácido

que agora sem nenhum abraço,

em linhas tortas, traço.

Jaime Vieira

Acadêmico da Avipaf - Cadeira 27

IMAGEM PERPETUADA

Em azul ou branco

Sua figura surge

Passos decididos

Levam adiante

Abre portas com firmeza

Como a oferecer

O caminho da esperança

Durante horas, minutos e segundos

Dedica-se a buscar

A cura abençoada

Alcançada, nem sempre

Durante dias, acumulados em meses

Estoicamente está presente

Nos locais enlaçados pela ciência e fé

Para manter a causa da saúde perene!

Maria Teresa Freire - 09 abril 2020

Presidente da AJEB/PR

***

ESPERANÇA

A beleza na veste do herói

que não possui capas,

mas bonés e máscaras;

jalecos brancos e fardas.

Aplausos, aplausos!

A eles, a nossa gratidão.

Que vestidos de amor

arriscam suas vidas, sem distinção.

Em meio ao caos

fecham-se janelas e portas,

abrem-se corações.

É só uma fase, afinal!

Rita Delamari

AVIPAF - Cadeira 42