Poemas de Daniel Mauricio, Maria Antonieta Gonzaga, Isabel Furini e Nilsa Alves de Melo

   

Em 24 de março de 2020, na cidade de Bérgamo, Itália, o padre Giuseppe Berardelli faleceu aos 72 anos. Sua escolha, antes de morrer, despertou a admiração das pessoas. A epidemia deixou o hospital sem respiradores. Os paroquianos conseguiram comprar um respirador para o padre Giuseppe, mas ele decidiu dar o respirador para um jovem que estava em estado grave.

O exemplo de generosidade e desapego do padre Giuseppe comoveu o mundo.

A palavra sem ação é morta.

Bradava a voz incessantemente

Reunindo alguns poucos crentes

Na cidade de Casnigo.

Ah, palavras ditas

Soavam tão benditas

Ricocheteando nas paredes mudas

Em busca de ouvidos atentos

Sequiosos por aliviar seus sofrimentos

Que se abatem sobre o mundo.

Mas foi na voz fraca

Entrecortada por longas pausas

Que surge um herói com causa

Que fez o mundo inteiro se comover.

- Cedo o equipamento que me permitiria

Eu viver um resto de vida

Pra alguém que tenha a vida inteira pra viver.

Daniel Mauricio

AVIPAF - cadeira n. 17

Patrono Paulo Leminski

A escolha do padre Giuseppe

Plena noite

vírus e sombras se esparramam

pela cidade

ao som da trombeta

do Anjo da morte

o som da trombeta

chama o jovem

(insistentemente)

o idoso padre Giuseppe

ouve o chamado letal

mas não sente temor

o seu coração é um rio de amor

e sua alma é forte

padre Giuseppe

responde ao chamado da trombeta

e devolve a vida ao jovem

na hora da passagem

os anjos acompanham

ao bom padre Giuseppe

e seu espírito liberto

voa até Deus

que o espera com os braços abertos.

Isabel Furini

Acadêmica da AVIPAF - Cadeira 1

*

Servo de Deus

Igreja San Giovanni Battista

Cheia de beleza e adornos

Paroquianos choram.Giuseppe Berardelli

Padre herói, de sorriso aberto

Partiu...

Deixou um legado de amor.

Amor ao próximo

Amor a Deus.

De um respirador

declina

para que viva

um jovem de sua Paróquia.

Sua moto vermelha,

velha,

não lhe serve mais.

Giuseppe Berardelli

Viveu

Viver é amar

Viver é doar-se.

Exemplar e piedosamente

Giuseppe

- Virou estrela.

Maria Antonieta Gonzaga Teixeira

Acadêmica da AVIPAF Cadeira 10

*

PROVA DE AMOR

E o Mestre disse:

" - Prova de amor maior não há

que doar a vida pelo irmão” *

O discípulo Giuseppe Beraldelli

seguiu à risca.

Recebera o respirador que salvaria sua vida,

que o livraria do horror de ansiar pelo ar

e não obtê-lo.

Ofertou-o para um jovem

que também ansiava por esse aparelho.

Abram portas e janelas!

Saudemos com palmas

o corpo que vai lacrado no caixão.

(O Corona vírus não permitiu velório nem acompanhamento).

Da sua bela e amada Itália,

ali, em Bérgamo,

Giuseppe se despediu.

Transvivenciou

e retornou a uma daquelas moradas

das quais o Mestre falou. (*João 15:13)

Nilsa Alves de Melo