Raviolone Bicolor

   

Olá, pessoal!

Tudo bem?

Estamos conseguindo manter um ritmo bastante bom de atualizações do blog nessa nova fase de parceria com o Portal Bonde, não é mesmo?

Isso está acontecendo, inclusive porque estamos recebendo contribuições interessantíssimas de uma série de colaboradores (o que é muito bom, até porque garante que estilos heterogêneos sejam contemplados, e porque dá um jeitão mais democrático para a experiência).

Assim, ficam, desde logo, todos sempre convidados a participar: é só mandar a receita explicada passo a passo e as fotografias, que a gente edita e traz para cá!

O prato de hoje - interessantíssimo, diga-se de passagem - é uma contribuição de meu caríssimo amigo e irmão Ozanam Moreira.

O raviolone é um ravioli aumentado (e, assim, com recheio mais generoso, também).

Vamos à receita!

Ingredientes:

Primeira Massa (amarela):

1 cenoura media cozida

1 ovo

100g de farinha de trigo

1/2 casca de ovo de água

Segunda Massa (vermelha):

1 beterraba media cozida

1 ovo

100g de farinha de trigo

1/2 casca de ovo de água.

Recheio:

1 e 1/2 xícara de ricota

1 xícara de queijo gouda

1 e 1/2 xicara de queijo parmesão

2 xícaras de queijo gruyère

50g de nozes

2 folhas de manjericão roxo

1 ovo

Modo de Fazer:

Prepare as duas massas separadas. Para isso, processe todos os ingredientes (de cada uma), e, se precisar, adicione mais farinha, até que a massa desgrude das mãos e seja possível sovar a massa. Sove bem cada uma das massas e reserve.

Quanto ao recheio, bata todos os ingredientes no processador e também reserve.

Cilindre a massa amarela.

Cilindre a massa vermelha

Até 1,5 mm (eu cilindrei na Maquina Atlas 150 até o numero 6)

Uma vez abertas as massas, corte a massa vermelha em tiras de 1 cm e vai colocando em cima da massa amarela, depois passe o rolo em cima devagar para aderir e cilindre novamente para completa adesão.

Uma vez que as massas listradas estiverem prontas é só colocar o recheio e fechar os pasteis (eu fiz raviolones grandes no tamanho de 15cm x 10 cm).

Cozinhar no máximo 3 pasteis por vez em bastante água com sal; como no nhoque assim que os pasteis subirem, deixar uns 3'-4' e retirar com uma escumadeira (tem que ficar al dente).

Colocar numa travessa e regar com o molho de sua preferência.

Polvilhe um queijo e leve para gratinar.

É isso aí, pessoal!

A receita é muito interessante, e o resultado é realmente diferenciado!

Eu já fiquei aqui pensando com meus botões em como ficaria bacana preparar uma massa verde (a base de espinafre) para misturar com a massa amarela... Mas isso já é outra história!

Nós já demos aqui uma sugestão de molho para massas (mais especificamente um molho à bolonhesa especial). Eu, particularmente, acredito que, com esse recheio sugerido, esse raviolone deve ficar mais interessante com molho branco (e com o tempo a gente vai trazendo para cá sugestões de elaboração de molhos brancos, também).

Para continuar sempre a par das novidades que a gente traz para cá e também de outras notícias que a gente compartilha apenas por lá, curta nossa fanpage!

Um abração e "inté",

Thiago "Virgulino"