Vinho Apollonio Rocca Dei Mori Copertino Rosso 2011

   

Olá, pessoal!

Tudo bem?

O post de hoje é mais uma resenha, sobre um vinho bem interessante que provamos esses dias, o italiano Apollonio Rocca Dei Mori Copertino Rosso 2011.

O vinho é da Apollonio Casa Vinicola, cuja história remonta a 1870, quando o patriarca Noe Apollonio, ainda de forma praticamente amadora, produziu vinhos pela primeira vez. A família, agora na quarta geração, prossegue com a produção de vinhos, agora com uma série de rótulos de excelente qualidade. Atualmente, a família produz seus vinhos na região de Salento, no sul da Itália (mais precisamente o "salto da bota").

Vamos ao vinho de hoje, o Apollonio Rocca Dei Mori Copertino Rosso 2011, que é elaborado com uvas Negroamaro (70%) e Montepulciano (30%).

A Negroamaro é uma uva típica da região de Salento (ali, é tida como a "rainha das uvas"), e a sua denominação é uma corruptela das palavras niuru (latina) e mavru (grega), ambas significando "negro", uma referência à coloração escura das cascas. Não será muito fácil você encontrar um vinho dessa uva que seja proveniente de uma outra região qualquer.

A Montepulciano é outra uva de cascas escuras, mais comum nas províncias de Abruzzo e Molise, logo ao norte de Puglia (onde está localizada a região de Salento), famosa por sua baixa acidez e pelos taninos delicados.

O casamento das duas uvas, nesse vinho (que passa por um processo de fermentação que leva de 30 a 45 dias, e que depois descansa por 6 meses em barricas de carvalho francês e outros seis meses na garrafa, antes de ser colocado no mercado), rendeu um resultado interessantíssimo.

A cor é de um vermelho rubi intenso. No aroma e no paladar, revela-se a complexidade conferida pela passagem nas barricas de carvalho, em excelente equilíbrio com as notas de frutas negras (se você prestar a atenção, ainda encontrará notas de canela da índia, sem exagero). Os taninos são redondos e a acidez é bem controlada, e o vinho apresenta uma boa persistência. Em síntese: delicioso.

A vinícola sugere que esse vinho seja servido com queijos curados, costeletas de porco ou com carne de cavalo (pois é). Nós o provamos junto com os deliciosos tagliatelle do Renatu's Ristorante Italiano (o vinho, nós mesmos levamos), enquanto batíamos um excelente papo - tudo perfeito!

É isso aí, pessoal!

Como sempre, estão todos convidados a participar!

Também ficam todos convidados a curtir nossa fanpage para ficar sempre a par das novidades que trazemos para cá, e de outras notícias que compartilhamos apenas por lá mesmo.

Um abração e "inté",

Thiago "Virgulino"