Fortaleza está entre 3 destinos brasileiros mais procurados no verão, diz MTur

por Redação Bonde com assessoria de imprensa
   
Divulgação

De acordo com uma pesquisa de Sondagem Empresarial, realizada pelo Ministério do Turismo e feita com organizações e agências de viagens, Fortaleza é o terceiro destino mais buscado para o verão. O estudo foi feito usando como base os clientes que procuraram pacotes ou hospedagem nas regiões.

Entre os dez destinos mais procurados para a temporada mais quente do ano no país, seis deles estão no Nordeste. Natal, no Rio Grande do Norte, é a opção de maior sucesso entre os turistas. No segundo lugar dos destinos de maior sucesso para a temporada está Foz do Iguaçu, no Paraná.

O ranking continua com Rio de Janeiro (RJ), Maceió (AL), Gramado (RS), Ipojuca (PE), São Paulo (SP), Porto Seguro (BA) e Salvador (BA), da quarta à décima posição, respectivamente.

Autonomia dos viajantes

A pesquisa também aponta que os viajantes estão cada vez buscando mais autonomia para conhecer os destinos turísticos. Com isso, o aluguel de carros em Fortaleza tem sido uma das opções mais populares entre os viajantes que desejam conhecer as praias e demais atrações da região.

Ainda de acordo com o levantamento, destinos de praia são a preferência de 46,4% dos viajantes que compram um pacote de viagem ou reservam hospedagem para o verão. Em seguida aparecem os destinos culturais e com atrações históricas, com a preferência de 13,8%.

A possibilidade de entrar em contato com a natureza e realizar atividades como o ecoturismo é decisiva para 9,9% dos turistas durante o verão.

Turismo ainda é afetado pela pandemia

Apesar de muitas companhias aéreas e opções de hospedagem seguirem as recomendações da Organização Mundial da Saúde para evitar que a COVID-19 continue a se espalhar pelo país, o setor do turismo segue como um dos mais afetados a nível global. Os destinos mais buscados são aqueles mais próximos e que podem ser visitados de carro, sem risco de exposição ao vírus durante o trajeto.

Hotéis tiveram sua capacidade reduzida e, ainda assim, é incomum que as empresas consigam reservas o suficiente para esgotar as acomodações. A expectativa é de que a vacina traga mais segurança para o setor em 2021, ainda que o verão já tenha acabado quando a maior parte da população tiver acesso ao método de prevenção.

Com isso, conseguem encontrar mais promoções para o período ou ainda a possibilidade de negociar preços.

Conteúdo relacionado: