Acil pede ampliação do horário do comércio de Londrina

por Redação Bonde
   
Vitor Struck/Grupo Folha

Na manhã desta segunda-feira (14) a Acil (Associação Comercial Industrial de Londrina) protocolou junto à Prefeitura de Londrina um pedido de ampliação do horário do comércio. A proposta é que as lojas de rua funcionem de segunda à sexta das 9h30 às 18h30 e das 9 às 13h no sábado. Também foi solicitado que os shoppings sejam autorizados a abrir das 11h às 22h, de segunda a sábado.

Em nota, o órgão disse que o pedido tem por objetivo evitar a aglomeração de pessoas nos estabelecimentos e no transporte público, comparando a situação do comércio com a postura adotada pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) nas eleições. A Corte eleitoral decidiu ampliar o horário de votação nas eleições municipais em 1h para reduzir a quantidade de pessoas votando a cada vez.

Boletim municipal: Londrina se aproxima de oito mil casos da Covid-19

A respeito da situação do transporte público, o presidente da Acil Fernando Moraes afirmou que "Em diálogo com representantes da CMTU, foi entendido que este horário que estamos propondo viria ao encontro das medidas eficientes para pulverizar o número de trabalhadores dentro dos ônibus, especialmente nos horários considerados de pico. Um teste importante e que se mostrou eficaz, de acordo com a Companhia, foi a ampliação do horário que fizemos nos dias 4 e 5 de agosto”.

Ainda segundo a associação, o comércio não seria o principal foco de contaminação pelo coronavírus, tendo em vista que a média de tempo que os consumidores permanecem dentro dos estabelecimentos seria de 15 a 20 minutos.

A Prefeitura de Londrina informou que os pedidos da Acil têm sido analisados em reuniões junto com o Coesp (Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública). Por enquanto, não há novas deliberações sobre mudanças no funcionamento do comércio.