Checklist de documentos para a perícia médica do INSS

   

Ao requerer o benefício por incapacidade, seja ele auxílio-doença, auxílio-acidente, aposentadoria por invalidez, benefício assistencial ao deficiente, aposentadoria do deficiente, o segurado deve seguir algumas dicas. Essas informações são essenciais para que o benefício seja concedido com maior facilidade e rapidez.

A advogada de Londrina especialista em direito previdenciário, Renata Brandão Canella, aponta que "o mais importante é que o segurado esteja em posse da documentação correta e fique atento a alguns procedimentos e detalhes”. São eles:

1 - Levar toda a documentação médica na data agendada para a perícia. Essa documentação consiste em todos os exames, laudos, atestados, receitas, prontuário do hospital, prontuário do posto de saúde, prontuários de clínicas particulares, de comparecimento em sessões de fisioterapia, fonoaudiologia, psicologia ou outra, comprovante de internações hospitalares e em hospitais psiquiátricos, receitas de remédios etc;

2 - É indispensável a apresentação de atestado atual com CID (Código Internacional de Doenças), constando a existência de incapacidade para o trabalho. Se o segurado não levar um atestado médico atual com CID, provavelmente terá seu benefício negado;

3 - O Segurado também deve levar a Carteira de Trabalho (CTPS), contratos de trabalho, contracheques, carnês GPS e outros documentos que comprovem o tempo de trabalho (ou tempo de contribuição);

4 - Os documentos pessoais também são essenciais, incluindo a certidão de nascimento ou casamento, RG, CPF e CNH (carteira de motorista), se possuir;

5 - Se a incapacidade for em decorrência de acidente de trabalho, leve a CAT (comunicação de acidente de trabalho) e a apresente ao médico, juntamente com a documentação médica;

6 - Se o segurado estiver trabalhando com a CTPS assinada, deve levar a declaração do último dia trabalhado devidamente assinada pelo responsável da empresa empregadora (geralmente o responsável pelo RH);

7 - O Atestado de Saúde Ocupacional (ASO) emitido pelo médico do trabalho, em que se atesta a condição de saúde do trabalhador (em caso de empregado registrado), também pode auxiliar na concessão do benefício. Assim, caso o segurado o possua, é bom apresentá-lo juntamente com o restante da documentação;

8 - Levar a documentação original no dia da perícia, mas tirar cópias de tudo antes. É importante guardar as cópias de todos os documentos médicos, resultados de exames, receitas de remédios, prontuários, pois o perito do INSS pode reter esses documentos. Se isso ocorrer, caso seja necessária uma nova perícia administrativa ou o ingresso de ação judicial, tudo ainda estará à disposição.

O Comunicado de decisão fica disponível no dia seguinte à realização da perícia e o segurado pode obter o mesmo pela internet ou indo direto a agência do INSS.

Renata ainda lembra que, caso o segurado identificar, durante a perícia, algum procedimento que lhe pareça incorreto, deve protocolar uma reclamação por escrito para o chefe da agência do INSS (com nome, número do benefício, CPF e narração do fatos). Se houver a negativa em receber a reclamação, o segurado pode recorrer à ouvidoria através do site www.inss.gov.br/ouvidoria/ ou via fone pelo 135 e registrar uma ocorrência.

Conteúdo relacionado: