Acidentes de trânsito em Londrina reduzem 30% na quarentena

por Rafael Machado - Grupo Folha
   

Um levantamento encomendado pelo Corpo de Bombeiros a pedido da FOLHA mostrou que os acidentes de trânsito em Londrina tiveram uma queda significativa desde a data em que a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou a pandemia do coronavírus, no dia 11 de março. Os dados foram calculados até a manhã desta quarta-feira (29) e retirados do próprio sistema da corporação. Segundo o balanço, a redução foi de 26% em comparação ao mesmo período de 2019. Foram 1.426 registros no ano passado e 1.052 até a data incluída em 2020.

Gustavo Carneiro/Grupo Folha

As colisões entre automóveis representam mais da metade do total de registros deste ano, com 593 atendimentos, seguido de quedas de motos (297), choque contra anteparo, como postes ou árvores (68), atropelamentos (64), capotamentos (22), tombamentos (5), saídas de pista (2) e submersão de veículo (1). Na pesquisa feita entre 11 de março e 29 de julho do ano passado, a quantidade dos tipos de acidentes segue a mesma hierarquia.

De acordo com o capitão Renê Augusto Bortolassi de Oliveira, comandante do serviço operacional do 3º Grupamento de Bombeiros de Londrina, a queda pode ser explicada pelo baixo fluxo de circulação de pessoas nas ruas, um reflexo direto da Covid-19. "Mesmo com essa diminuição, foram mais de mil acidentes. Porém, é uma situação natural. Muitos destes acidentes aconteceram com entregadores, que estão sendo mais acionados durante a pandemia", explicou.

Continue lendo esta matéria na Folha de Londrina.

Conteúdo relacionado: