Brigada de Incêndio simula emergência no prédio da Prefeitura de Londrina

por Redação Bonde com N.Com
   
Emerson Dias/N.com

Após concluídas as etapas teóricas e práticas do Curso de Brigada de Incêndio do Centro Cívico, será realizada, na segunda-feira (23), às 13h30, uma simulação de abandono de área na sede administrativa da Prefeitura de Londrina. O exercício consiste em reproduzir, na prática, um cenário de emergência para evacuação de área nos limites da instituição.

A operação será conduzida por técnicos da DSO (Diretoria de Saúde Ocupacional), que é parte da Secretaria Municipal de Recursos Humanos, capacitados e habilitados para tal função. Com eles, estarão os novos Brigadistas da Prefeitura e agentes da Guarda Municipal, que vão acompanhar e orientar os servidores e munícipes. As recomendações da SMRH para o exercício foram enviadas a servidores e chefias, e estão disponíveis no SEI (Sistema Eletrônico de Informações).

Leia no Bonde: Sine divulga lista com vagas de emprego em Londrina

A simulação integra o treinamento dos servidores que estão participando da recém-criada Brigada de Incêndio da Prefeitura, grupo criado para atuar na prevenção e combate a situações de incêndio, em atendimento às legislações pertinentes. O objetivo das capacitações é garantir a segurança de todos os servidores que diariamente estão presentes na sede da Prefeitura, e também a população flutuante, ou seja, munícipes a transeuntes. Dentre os dispositivos respeitados, estão as normas de Prevenção e Combate a Incêndios e a Desastres do Corpo de Bombeiros do Paraná.

Todas as secretarias, setores, servidores e colaboradores estão sendo previamente comunicados sobre a realização deste procedimento de segunda-feira (23). Neste dia, os organizadores da ação estarão presentes em todas as áreas do prédio, inclusive na parte externa, para orientar quem trabalha na sede, bem como a população em geral que estiver transitando ou sendo atendida no local.

Será soado um alarme inicial, de emergência, e depois um segundo alarme que indica o abandono da área por meio de rota de fuga, obrigando a evacuação total do prédio. A Brigada de Incêndio dará todas as orientações necessárias e coordenará o abandono da área, incluindo a saída das salas e unidades, a formação de filas e o trajeto até rotas de fuga e pontos seguros de encontro pré-definidos.

Entre os condutores da operação estão dois servidores voluntários da Prefeitura, a gerente de Segurança e Saúde Ocupacional da DSO, Luciana Bordignon, e Edivaldo Mariane de Andrade, da Secretaria Municipal de Educação, ambos com formação em técnico de segurança do trabalho e bombeiro civil.

De acordo com Bordignon, que também atua na coordenação da Brigada de Incêndio, a intenção da simulação é orientar e mostrar como deve ser feita uma saída ordenada de um local em risco de incêndio ou em outra situação que envolva a necessidade de fuga. "O foco principal é a prevenção junto aos servidores que atuam no prédio da PML, para que todos saibam como agir quando houver um princípio de incêndio, acidentes, invasões ou qualquer situação que possa oferecer risco à segurança das pessoas presentes. As ações ensinadas no curso da Brigada de Incêndio, e também as simulações, podem ainda ser utilizadas para situações de fuga em outros locais, uma vez que a pessoa já tem consciência sobre como se comportar e foi capacitada. Um escape mais organizado é comprovadamente mais eficaz e seguro”, frisou.

Ainda segundo a gerente, após a realização da atividade a equipe da DSO e a Brigada de Incêndio se reunirão para avaliar os resultados, levando em conta os aspectos positivos e aqueles que podem ser aprimorados para futuras simulações. "A ideia é aprimorar o que for preciso e promover novas simulações de evacuação no prédio, a fim de manter essa atividade pelo menos duas vezes ao ano. Após todos os servidores já terem participado em algum momento, estando cientes de como agir, pretendemos realizar uma simulação sem aviso prévio, que é como costuma ocorrer nos locais que promovem tais treinamentos. É válido lembrar que toda e qualquer medida envolvendo esse tipo de ação deve ocorrer de forma bem preparada e com respaldo nas legislações vigentes”, disse.

A diretora de Saúde Ocupacional da SMRH, Liz Dayane Paludeto, informou que o Curso da Brigada de Incêndio da Prefeitura continuará promovendo novas formações, com objetivo de capacitar o maior número possível de servidores, estendendo os treinamentos para outros prédios públicos. "Gradativamente, o curso deverá ser aplicado nas sedes de secretarias e órgãos municipais, ampliando o número de pessoas e multiplicadores de conhecimento aptos a atuar na prevenção e combate a incêndios. A DSO tem trabalhado firme nessa proposta, pois é uma ferramenta importante para garantir a segurança não só dos servidores, mas também da população como um todo”, afirmou.

Brigada de Incêndio

O Curso de Brigada de Incêndio do Centro Cívico foi realizado entre outubro e novembro de 2020, incluindo aulas teóricas em plataforma on-line da Escola de Governo, e também aulas práticas de primeiros socorros e prevenção e controle de princípios de incêndios. A iniciativa tem como finalidade instruir e treinar os servidores para que possam atuar na prevenção e combate a um possível incêndio, abandono de área e prestação de primeiros socorros nas dependências do prédio da Prefeitura.

Ao todo, foram capacitados 34 servidores de diferentes secretarias e órgãos municipais alocados no prédio da PML. A capacitação segue modelo de trabalho similar ao já realizado pela Prefeitura com as ações da Brigada Escolar, que atendem toda a rede municipal de ensino, capacitando professores, gestores e servidores. Além da realização pela Diretoria de Saúde Ocupacional (DSO), da SMRH, houve apoio e participação das secretarias municipais de Educação e Saúde.

Conteúdo relacionado: