Desafio das Catedrais está com inscrições abertas

por N.com
   

Foram abertas as inscrições para a 7ª edição do Desafio das Catedrais, que vai acontecer no dia 11 de dezembro, a partir das 19h. Interessados em percorrer, a pé, um trajeto de até 130 quilômetros, que liga as catedrais de Londrina e Maringá, podem acessar este link para efetuar a compra do ticket de participação e conferir o regulamento do evento. O Desafio das Catedrais possui apoio do Codel (Instituto de Desenvolvimento de Londrina) e parceria dos grupos de caminhada "LondrinaPé” e "Peregrinos de Maringá”.

Divulgação/Desafio das Catedrais

O objetivo do evento é efetuar o percurso de forma leve, sem caráter competitivo. Deste modo, todos os caminhantes irão receber medalhas de participação e o trajeto terá até 29 horas para ser concluído por completo. Além disso, oito pontos de hidratação, com água e alimentos, estarão disponíveis a cada 15km, aproximadamente, a fim de restaurar as energias dos participantes. "O objetivo do Desafio é oportunizar ao atleta a busca do seu eu interior e o encontro do seu limite. É um momento de superação. Só o fato de ter coragem para se inscrever em uma atividade como esta, de grande intensidade, já é um enorme passo”, destacou o organizador do projeto, Arnaldo Coelho. Na última edição, cerca de 150 pessoas concluíram o evento.

A idade mínima para se inscrever no Desafio das Catedrais é de 18 anos. Os caminhantes podem optar por realizar o percurso completo (de 130km) ou trechos menores (de 100km, 60km e 30km). Para cada um destes desafios, o valor do ticket é diferente. Todos os participantes irão receber camisetas do evento, que deverão ser utilizadas no momento da caminhada. "Por questão de segurança é importante que todos os inscritos estejam vestindo as camisetas da iniciativa. Em edições anteriores, já houve casos de pessoas que saíram absolutamente do percurso e foram identificadas pelas nossas vestimentas. A retirada das camisetas acontecerá no dia do trajeto, a partir das 17h, em frente à Catedral de Londrina”, alertou Coelho.

De acordo com a diretora de Turismo da CODEL, Renata Queiroz, a iniciativa é válida para a promoção do turismo regional. "O evento sempre contou com apoio da CODEL. É um projeto muito importante, pois promove o desenvolvimento do turismo regional. Além disto, nos foi passado que os protocolos de saúde serão respeitados para a realização do percurso”, comentou.

Conforme dispõe o regulamento da iniciativa, por conta da pandemia do COVID-19, a prática do evento está condicionada às questões sanitárias impostas na véspera do percurso. "A organização respeitará todas as medidas de saúde para garantir a segurança dos participantes e o bom andamento do Desafio. Caso seja necessária a transferência de data, não hesitaremos em fazê-la. Nossa equipe de apoio conta com mais de 60 voluntários. É importante que a gente tenha consciência do perigo do vírus. Não queremos promover um evento que possa ir contra os interesses da saúde pública, ou muito menos que possa comprometer a saúde de algum participante”, disse o organizador.

MODALIDADE DE REVEZAMENTO

Para atletas mais preparados, haverá ainda a possibilidade de optar pelo revezamento "8+1”. Nesta categoria serão formadas equipes de até nove corredores (oito titulares e um suplente). Cada participante deverá percorrer um trecho entre um ponto de hidratação e outro. Ao todo o tempo máximo para concluir o trajeto, nesta modalidade, é de apenas 15 horas.