Gaeco de Londrina cumpre mandados em ação do MP sul-mato-grossense

por Redação Bonde
   

O Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) de Londrina cumpriu três mandados de busca e apreensão nesta quarta-feira (1º) expedidos pela Justiça do Mato Grosso do Sul. A ação conjunta com oficiais de outros quatro Estados é referente a uma apuração da Promotoria de Campo Grande (MS) sobre suspeitas de crimes de peculato e fraude a licitação para aluguel de equipamentos hospitalares pela Prefeitura da capital sul-mato-grossense.

Arquivo FOLHA

Além de Londrina, foram cumpridos mandados também em Campo Grande (MS), Eusébio (CE), Teresina (PI), São Paulo (SP) e Jardim (MS). Seguindo o coordenador do Gaeco Jorge Barreto da Costa, os mandados foram cumpridos em endereços próximos ao campus de uma universidade no Jardim Burle Marx, na zona sul de Londrina, e em uma empresa de equipamentos médicos e hospitalares na Avenida Dez de Dezembro, próximo ao cruzamento com a PR-445, no Jardim Igapó.

Ainda de acordo com ele, foram apreendidos documentos e equipamentos eletrônicos, como computadores e aparelhos celulares, que possam conter informações sobre a participação da empresa em processos licitatórios.

O MP (Ministério Público) do Mato Grosso do Sul deve enviar mais informações sobre a investigação ainda nesta quarta.