Londrina está entre as dez cidades favoritas do Sul do Brasil

por N.Com
   

Uma pesquisa realizada pelo portal americano Expedia, especializado em viagens e turismo, verificou quais as melhores cidades do Sul do Brasil. E o resultado, divulgado em abril, apontou que Londrina é a 9ª cidade mais bem avaliada entre as 15 favoritas da região Sul do país, e a terceira melhor entre as cidades paranaenses. Dentre os principais atributos elencados, a pesquisa citou Londrina como uma cidade moderna e hospitaleira, e a Rota do Café foi incluída como um dos destaques locais.

Londrina conta hoje com mais de 558 mil habitantes, segundo estimativas do IBGE, e é a maior cidade do norte do Paraná. Segundo o Expedia Brasil, a pesquisa obteve os dados junto aos usuários certificados do site. Foram analisados mais de 30.000 questionários de satisfação dos hóspedes na região Sul do Brasil, e compõem o ranking as 15 cidades que tiveram as melhores avaliações, inclusive o que mais se destacou em cada uma delas.

O diretor de Turismo do Codel (Instituto de Desenvolvimento de Londrina), Fabian Trelha, comentou o resultado da pesquisa do Expedia, lembrando que a Prefeitura de Londrina tem trabalhado no mapeamento dos eventos e entrelaçamento entre eles, para aumentar a performance de cada um. "E além disso, o Município busca envolver o trade turístico na atratividade da cidade, aprimorando e implementando projetos como o Boa Praça, revitalização dos espaços públicos, entre outras ações", citou.

Sérgio Ranalli/Grupo Folha

Em 2016, Londrina também figurou em pesquisa feita pelo Expedia, que levantou quais as 20 cidades brasileiras mais amigáveis para se viajar. Na ocasião, Londrina conquistou o 3ª lugar. Trelha credita as boas posições a algumas características próprias da cidade, como a sua boa localização. "Estamos muito próximo dos mercados consumidores do Sul do país e do estado de São Paulo, e contamos com um aeroporto bem estruturado. Isso denota todas as condições pelas quais Londrina está em uma posição ímpar no turismo de negócios no país. Soma-se a isso nossa gastronomia completa, com alta qualidade e custo acessível, a hotelaria diversificada, várias opções de lazer, sejam elas cultural ou esportivas, e o próprio turismo de compras, com grandes shoppings, incluindo um dos maiores da América Latina", detalhou.

O diretor de Turismo da Codel acrescentou, dentre as qualidades que promovem o turismo local, está o fato de Londrina ser uma cidade jovem, de imóveis arquitetados com conceitos inovadores, idealizados por Oscar Niemeyer, Vilanova Artigas e outros. "Dentre outros diferenciais, o maior deles é a receptividade do londrinense. Podemos ter outras cidades até mais bonitas, mas que melhor recebam o seu turista não há. E isso é uma herança da nossa cultura multiétnica", completou.

Para o presidente-executivo do Londrina Convention, Arnaldo Falanca, o fato do portal americano de viagens e turismo citar Londrina em boas colocações, nas duas pesquisas, denota credibilidade e confiabilidade. "Com esses resultados, podemos mostrar o potencial da nossa cidade. Quando um evento vem a Londrina, ele movimenta nossa economia, e envolve 52 setores produtivos, como transporte, decoração, audiovisual, segurança, entre muitos outros. E essa é a nossa essência, a prestação de serviços", afirmou.

Falanca citou também os vários atrativos que a cidade oferece aos turistas, como a proximidade do Aeroporto José Richa da região central; o complexo esportivo formado pelo Estádio do Café, autódromo e kartódromo; a rede hoteleira, que integra mais de 50 hotéis e oferece cerca de sete mil leitos; além dos pontos turísticos, como o Lago Igapó, o Jardim Botânico, campus da UEL (Universidade Estadual de Londrina) e outros. "Temos muito turismo cultural, esportivo, e podemos trabalhar como uma cidade dos eventos, pois estamos preparados para isso. A Prefeitura, através do prefeito Marcelo Belinati, tem dado apoio para sediarmos grandes eventos, recebendo seus organizadores, e isso é um grande gesto. Várias cidades ao redor do mundo já entenderam a importância de investir no turismo para que a economia cresça, e o nosso caminho deve ser esse", frisou.

O ranking do Expedia apontou a capital paranaense, Curitiba, em 1º lugar, seguida por Foz do Iguaçu. São José dos Pinhais, Cascavel e Ponta Grossa ocupam, respectivamente, a 13ª, 14ª e 15ª colocação. A pesquisa completa está disponível neste link, e os dados foram levantados no período de janeiro de 2017 até janeiro de 2018.