Londrina tem aumento de 102% nos casos da Covid-19 em uma semana

por Pedro Marconi/Grupo Folha
   

O número de casos de coronavírus em Londrina aumentou 102% em uma semana. No dia 17 de maio eram 134 confirmações e o boletim de domingo (24), divulgado pela prefeitura, apontou 272 registros positivos, ou seja, crescimento de 138 casos. Cento e vinte e duas pessoas já se curaram e outras 164 aguardam o resultado de exames. A cidade tem 130 casos ativos, com 111 pessoas em isolamento domiciliar, 13 internadas em enfermaria e seis em UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

De acordo com o prefeito Marcelo Belinati, o crescimento se justifica por mais testes aplicados, que passaram de 23 por dia, em média, para 90, e pelo surto da doença na Santa Casa. Na última semana, 65 profissionais da área da saúde apresentaram resultado positivo para a Covid-19. A maioria atua na Santa Casa. "Vejo pessoas preocupadas que está subindo e vai subir. Não é para ficar apavorado, mas também não dá para relaxar, pelo contrário”, frisou.

LEIA TAMBÉM:

- Paraná tem 153 mortes confirmadas por Covid-19

- Suspeito de estar com Covid-19 não pode sair de casa

Cidades com porte parecido ao de Londrina apresentam situação pior ou parecida, como Ribeirão Preto (SP), Joinville (SC) e Maringá (Noroeste), que têm 794, 386 e 271 confirmações, respectivamente. Entretanto, segundo Belinati, a tendência é que a situação piore nas próximas semanas no município, com o período coincidindo com a expansão de casos de outras doenças respiratórias.

"Em maio vai subir, junho também, quando deve acontecer o platô. Entre o final de junho e começo de julho vai ‘chocar’ com H1N1 e outras doenças respiratórias. Isso vai refletir na ocupação de leitos”, projetou, durante transmissão on-line nas redes sociais, na noite de domingo. "Se tiver o risco de colapso no sistema de saúde, teremos que suspender novamente as atividades econômicas”, avisou.

A atual taxa de ocupação geral de leitos, levando em conta todas as doenças, está em 47%. Já foram descartadas 1.656 notificações para o coronavírus em Londrina.

Idosos

Durante o fim de semana, os resultados dos exames na instituição de longa permanência em que vivia um idoso de 94 anos que faleceu pelo Sars-CoV-2 deram negativo. Foram testados 65 idosos, além de 52 funcionários, que também não apresentaram a presença do vírus. Outras duas instituições que mantém convênio com o poder público municipal vão passar pela testagem em massa a partir desta segunda-feira (25).

Fiscalização

Belinati ainda lamentou o descumprimento dos decretos municipais, que limitaram o horário de funcionamento de estabelecimentos, proibiram o uso de narguilé e vedaram a utilização de espaços públicos de lazer. Nos últimos dias foram encerrados 13 jogos de futebol, uma festa na Gleba Palhano, na zona sul, e interditado dois bares e uma tabacaria. "Foram fechados por uma semana e se não cumprir de novo vão perder o alvará. Não terá parcimônia para isso”, garantiu.

Conteúdo relacionado: