Morre Jota Oliveira, ex-jornalista da Folha de Londrina

por Viviani Costa - Grupo Folha
   

O jornalista e escritor Jota Oliveira faleceu na madrugada desta quinta-feira (2), em Londrina. O profissional incansável, como descreve a filha Ione Vasconcellos, trabalhou por 37 anos na Folha de Londrina e, atualmente, era integrante do Conselho de Ética do Sindijor Norte PR (Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Norte do Paraná).

Gustavo Carneiro/Grupo Folha

Nascido em Três Lagoas, Mato Grosso do Sul, Oliveira iniciou a carreira no rádio em uma emissora de Bela Vista do Paraíso, na Região Metropolitana de Londrina, cidade em que conheceu a esposa Adélia ainda no colégio.

Na Folha de Londrina, Oliveira atuou como repórter e editor da Folha Rural. Os anos de dedicação resultaram no livro "História do Campo - Coleção Crônicas de Londrina”, lançado em 2001. As obras "Transplante - Experiência de Renascer”, em 2004, e "Cinquenta Anos de Jornalismo - Passado, Presente e Futuro - Digital começa a substituir o papel”, em 2012, também fazem parte do legado como escritor. Oliveira também foi repórter no jornal Última Hora e correspondente da Folha de São Paulo.

"Perdemos um grande profissional, um amigo muito querido. Ele era um profissional muito respeitado no Paraná e no Brasil. Sempre muito concentrado nas matérias que fazia. Foi um dos que ampliaram horizontes e fronteiras para outros jornalistas. Sempre se posicionava e era muito consciente sobre todas as coisas. Fazia crônicas, matérias de outras áreas. Superou muitos problemas de saúde e tinha uma força muito grande”, relatou a editora do caderno Folha2 da Folha de Londrina, Célia Musilli.

O Sindijor Norte PR publicou nota de pesar em que ressaltou a importância do jornalista também no cenário nacional e decretou luto oficial por três dias. O velório será no cemitério Parque das Allamandas, a partir das 15 horas. Haverá restrições na entrada para evitar aglomerações. O sepultamento está marcado para às 17 horas.

LEIA MAIS: Veja depoimentos de amigos e familiares de Jota Oliveira