Motorista fala sobre assalto que acabou em confronto na zona norte

por Rafael Machado - Redação Bonde
   

Era para ser mais uma noite de muitas corridas, rotina para trabalha com aplicativo de transporte individual há três anos. Mas a normalidade foi alterada assim que um jovem de 19 anos entrou no Etios branco, o ganha-pão de quatro rodas. A viagem terminaria com o carro enfiado no meio de um poste e o assaltante na Santa Casa depois de ser ferido em um confronto com a Polícia Militar. Essa história aconteceu na madrugada do último sábado (9) na zona norte de Londrina.

Divulgação/Polícia Militar

"Iniciei uma viagem no São Jorge até ali perto mesmo. Fui acionado por uma mulher, que informou que o passageiro era um rapaz. Ele entrou no carro e pediu para parar em uma conveniência que fica um pouquinho depois do seu destino, um bar. Assim que estacionei, ele levantou a camisa e mostrou a arma na cintura, dizendo que era um assalto, mas não apontou ela pra mim. Não pediu nada, nem carteira, celular. Pediu para que eu descesse e foi embora", disse em entrevista ao Bonde.

O motorista disse que "o rapaz estava alterado, mas que não ameaçou de morte ou algo do tipo". Abandonado na avenida Saul Elkind, ele comunicou a seguradora do Etios, que repassou a denúncia para a Polícia Militar. "Falei que tinha sido assaltado pros meus amigos que também são condutores de aplicativo. Um deles me pegou porque fui avisado que o carro tinha sido recuperado dez minutos após. Foi a primeira vez que fui assaltado. O mais importante é que sobrevivi", completou.

De acordo com a PM, o ladrão, que tem 19 anos, foi abordado na rua Pica Pau, no conjunto Violin, e tentou atirar contra a equipe. Acabou sendo atingido e levado pelo Corpo de Bombeiros e Samu para a Santa Casa, onde foi submetido a uma cirurgia. Como está hospitalizado, o suspeito não foi interrogado pela Polícia Civil. O revólver calibre 38 usado no assalto e três munições foram apreendidos e entregues para o delegado Ernandes Cezar Alves, que estava de plantão.

Neste sábado (9), o criminoso teve a prisão preventiva decretada pelo juiz Leonardo Delfino. Em fevereiro, ele havia sido detido com outros dois rapazes na avenida Leste Oeste por posse de drogas.

Conteúdo relacionado: