MP pede explicações sobre transporte coletivo em Londrina

por Vitor Struck - Grupo Folha
   

A CMTU (Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização) tem até esta sexta-feira (30) para responder aos questionamentos feitos pela Promotoria de Defesa dos Direitos do Consumidor quanto ao cumprimento das medidas de combate à transmissão do novo coronavírus no transporte coletivo.

Divulgação/N.com

Questionada, a assessoria de comunicação da Companhia informou que as respostas serão enviadas dentro do prazo.

Através do promotor Miguel Sogayar, o Ministério Público do Paraná quer saber com quantos veículos cada linha do transporte coletivo de Londrina está atuando e como está sendo feita a higienização dos terminais urbanos.

Além disso, o promotor cobra respostas sobre como está sendo feita a fiscalização sobre o cumprimento das medidas estabelecidas em maio, dentre elas o controle da lotação dos veículos em até 50% na linhas com trajetos de até 30 minutos e/ou 15 quilômetros e de 25% nas demais.

Continue lendo esta matéria na Folha de Londrina.

Conteúdo relacionado: