Operação fiscaliza bares e restaurantes em Londrina

por Redação Bonde com N.Com
   

Uma operação conjunta realizada pela prefeitura de Londrina, por meio da secretaria municipal de Fazenda e Vigilância Sanitária com apoio da Guarda Municipal e Polícia Militar fiscalizou e orientou bares e restaurantes na noite de sexta-feira (15). O objetivo foi orientar os estabelecimentos com viés educativo sobre os decretos e diretrizes municipal no combate ao novo coronavírus na cidade.

N.Com

Conforme a prefeitura, 17 estabelecimentos foram fiscalizados, sendo seis nas regiões leste e oeste; seis nas regiões centro e sul e cinco na zona norte. Dez notificações foram efetuadas devido ao excesso de clientes, horário de funcionamento e incompatibilidade no alvará. Uma autuação também foi realizada devido a não apresentação da licença de funcionamento do local.

Todos os responsáveis pelos bares e restaurantes fiscalizados receberam um documento sobre a prevenção da Covid-19 no trabalho, limpeza e desinfecção em ambiente domiciliar e comercial, um check list com informações resumidas sobre horários de funcionamento e medidas profiláticas obrigatórias e também uma cópia do decreto 541/2020, que trata sobre o funcionamento de serviços em Londrina.

De acordo com a prefeitura, os locais que foram encontrados abertos após as 22h justificaram às equipes que ainda havia clientes que aguardavam o momento para acertar as contas.

Junto com as equipes estavam o secretário municipal de Defesa Social, Pedro Ramos, e o secretário municipal de Saúde, Felippe Machado. Para Ramos, a operação foi positiva. "Uma atividade preventiva no sentido de fazer cumprir as determinações que vem sendo estabelecidas por decreto pelo poder público municipal com o objetivo de diminuir o processo de contaminação das pessoas pelo vírus", explicou.

O secretário de Defesa Social informou ainda que as equipes receberam informações no início da semana sobre estabelecimentos que estavam funcionando com capacidade superior àquela permitida e questão de horários. "Independentemente da fiscalização de rotina que a Guarda vem fazendo, montamos a operação com um efetivo extra e passamos a atuar em todas as regiões da cidade para fiscalizar efetivamente o cumprimento da nova legislação."

Durante a operação, Ramos apontou que algumas pessoas alegaram desconhecimento de pontos importantes disponíveis no decreto. "Por isso a necessidade do material informativo e cópia do decreto municipal para deixar bem claro quais as determinações, normas e horários."

"Isso é importante porque os estabelecimentos já não poderão mais alegar desconhecimento em uma eventual nova fiscalização. Pretendemos manter esse tipo de fiscalização. Vamos organizar o efetivo para que a gente possa fazer essa atividade extra à noite, para que seja respeitado o distanciamento entre as pessoas no interior do estabelecimento e o horário de fechamento", avaliou Ramos.

Conteúdo relacionado: