Promotora pede para fechar bares, restaurantes, academias e até igrejas em Londrina

por Redação Bonde
   
Pixabay

Promotoria de Justiça de Proteção aos Direitos Humanos, à Saúde e à Saúde do Trabalhador, e da Habitação e Urbanismo da Comarca de Londrina entrou com recurso junto ao Tribunal de Justiça do Paraná, com pedido de tutela antecipada, para que voltem a ser aplicadas restrições de funcionamento em bares e restaurantes por conta do avanço da ocupação de leitos de Covid-19 no município.

Os estabelecimentos poderiam funcionar apenas por meio de sistemas como o delivery, take-away e drive-thru. Também determina que o município impeça o funcionamento de igrejas e templos religiosos de qualquer natureza, e a realização de confraternizações e eventos presenciais que causem aglomerações com grupos de mais de dez pessoas, sem prejuízo de outras medidas não farmacológicas, enquanto durar os efeitos do Estado de Calamidade Pública decorrente da epidemia de Covid-19.