Provopar terá 5 dias para deixar sede; ordem vem de pedido de reintegração feito pelo Município

por Redação Bonde
   

O Provopar (Programa de Voluntariado Paranaense) terá cinco dias para deixar sua sede em virtude de um pedido de reintegração de posse formulado pelo Município de Londrina no começo desta semana.

Marcos Zanutto/Arquivo Folha

A decisão é do juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública de Londrina e impõe uma multa de R$ 200 por dia em caso de descumprimento. Ela foi publicada na quarta-feira (20), mas o mandado de reintegração de posse ainda não foi cumprido.

Atualmente, o Provopar utiliza uma sala em um imóvel da prefeitura localizado na avenida JK, n. 2882, entre a CMTU (Companhia Municipal de Trânsito e Urbanismo) e a Acesf (Administração dos Cemitérios e Serviços Funerários).

No processo, o Município informou que teria notificado o Programa para deixar o espaço em setembro de 2019, pois pretende realocar a sede administrativa do Programa Bolsa Família de Londrina, assim como a Secretaria Municipal de Assistência Social, que hoje tem sede na avenida Bandeirantes, n. 379.

Como a solicitação não foi atendida, o município entrou com a medida judicial.

O Provopar ainda terá prazo para se defender. Contudo, até a manhã desta sexta (22), não constituiu advogado no processo.

Conteúdo relacionado: