Mercado nos EUA joga fora US$ 35 mil em comida após mulher tossir de propósito em prateleiras

por Folhapress
   

"Hoje foi um dia muito desafiador", escreveu no Facebook Joe Fasula, um dos donos da rede de supermercados Gerriyt's, na noite da última quarta-feira (25).

Reprodução/Facebook

Isso porque, horas antes, uma mulher havia entrado na unidade do mercado no distrito de Hanover Township, no estado americano da Pensilvânia, e tossido intencionalmente sobre prateleiras de produtos frescos das seções de carnes e de pães da loja.

Embora não não tenha certeza do total das perdas, Fasula estima ter descartado mais de US$ 35 mil (R$ 176 mil, no câmbio atual) em alimentos.

De acordo com o departamento de polícia da cidade, a mulher, que tem 35 anos e se chama Margaret Cisko, dizia estar doente enquanto tossia sobre os alimentos.

Fasula, porém, diz ter poucas dúvidas de que tudo não passou de uma chacota em meio à pandemia de coronavírus e que Margaret, que já seria conhecida pela polícia como um "problema crônico" na comunidade, não está doente.

A mulher foi detida no dia seguinte e recebeu acusações de "ameaça terrorista", "ameaça de usar agente biológico" e "conduta criminosa".

Margaret, cuja fiança foi fixada em US$ 50 mil (R$ 251 mil), deve passar por avaliação psicológica e teste para detectar se foi infectada com a Covid-19.

Junto ao inspetor de saúde da cidade, Fasula e outros 15 funcionários limparam e desinfetaram o supermercado, mas ele diz que ficou com "o estômago embrulhado" por ter que jogar tanta comida fora.

O proprietário diz que vai acionar o seguro do supermercado, mas afirma ser muito provável que o incidente se desdobre em um aumento dos preços dos produtos no futuro.

Na quinta-feira (26), ele escreveu uma nova mensagem em seu perfil, dizendo que conseguiu repor todos os produtos com ajuda de moradores locais.

Conteúdo relacionado: