Londrina se prepara para fazer mais de mil testes semanais de coronavírus

por Redação Bonde
   

Em transmissão ao vivo pelas redes sociais na noite deste domingo (26), o prefeito Marcelo Belinatti confirmou que Londrina deve aumentar sua capacidade de testes para o coronavírus. Prefeito garante que com o recebimento de novos testes enviados pelo Governo Federal, além de testes adquiridos da prefeitura e parcerias com laboratórios privados, será possível realizar mais de mil testes semanais para identificar o contágio.

Por meio de parceria, o laboratório da UEL (Universidade Estadual de Londrina) vai fazer quatro mil testes, sendo 200 por dia. Os reagentes já chegaram. Além disso, o município firmou parceria com laboratórios privados e recebeu mais de dois mil testes rápidos do Governo Federal.

Desde o início da pandemia na cidade foram realizados cerca de mil testes. "Teremos quase dez mil testes a mais. Nossa estratégia vai mudar e vamos deixar de testar apenas quem está em estado grave para testar todos que tiverem sintomas respiratórios”, ressaltou o prefeito Marcelo Belinati. Atualmente, a incidência de teste por milhão de habitante em Londrina é de 1.641. No Paraná é 824.

Prefeito disse ainda que Londrina é a cidade que mais faz testes na região e comemorou o sucesso do achatamento da curva. Segundo ele, os casos confirmados, se não houvesse fechamento do comércio, seriam de mais de 26 mil. Hoje a cidade está com 97 confirmações.

Divulgação Prefeitura de Londrina

Neste fim de semana, a cidade perdeu três pacientes para a Covid-19. As três mortes foram registradas entre a noite de sexta e a manhã de sábado (25) e todos tinham comorbidades. Os pacientes eram masculinos. Um tinha 70 anos e foi internado no Hospital Dr. Eulalino Ignácio de Andrade, em 12 de abril. Com sua piora foi levado ao HU (Hospital Universitário), nesta sexta-feira (24), mas morreu horas depois.

Outro caso relatado foi de um homem de 59 anos internado na rede particular desde o dia 7 de abril. Ele precisou ser entubado um dia depois de ter dado entrada na unidade de saúde e veio a óbito na madrugada.

O último caso trata-se de um idoso de 87 anos que apresentou sintomas no último dia 21, quando foi internado em regime de terapia intensiva. Ele não resistiu a doença e morreu pela manhã.

NO PARANÁ

Estado registrou 16 novos casos do novo coronavírus nas últimas 24 horas, de acordo com a Sesa (Secretaria de Estado da Saúde). É o menor número dos últimos sete dias. O Estado totaliza agora 1.156 confirmações da doença desde o início da pandemia, com 73 óbitos, sendo quatro divulgados no boletim deste domingo.

Veja mais no site da Folha de Londrina.

Conteúdo relacionado: