MPPR pede que governo decrete lockdown em duas macrorregiões; entenda

por Mie Francine Chiba - Grupo Folha
   

Nesta segunda-feira (29), os promotores de Justiça do MPPR (Ministério Público do Paraná), responsáveis pela área de Proteção à Saúde Pública nas quatro macrorregiões do Paraná (Curitiba, Londrina, Maringá e Cascavel) ajuizaram uma ACP (ação civil pública) com um pedido que o governo estadual adote medidas mais restritivas em função do agravamento da pandemia, entre elas o lockdown, em pelo menos duas macrorregiões do Estado - Leste e Oeste -, onde o cenário é mais preocupante. A sugestão é que a medida de restrição ou ou bloqueio pleno de atividades não essenciais valha por 15 dias, prorrogáveis enquanto houver necessidade sanitária.

FramePhoto/Folhapress

CONTINUE LENDO NA FOLHA:

A ACP também pede a invalidação de atos normativos do Estado que autorizaram o funcionamento de atividades consideradas não essenciais enquanto durar o estado de emergência decretado em função da pandemia do coronavírus.

Em nota, a assessoria de imprensa do Governo Estadual afirmou que "está elaborando uma série de medidas para conter o avanço da Covid-19".

LEIA TAMBÉM:

Ação do MP pede fechamento de academias e restrições a igrejas em Londrina

Conteúdo relacionado: