Prefeitura de Cascavel desmente rodízio pela numeração de sapatos

por Luís Fernando Wiltemburg - Grupo Folha
   

Neste período de pandemia provocada pelo novo coronavírus e todas as mudanças nas atividades diárias que ela provoca, muita fake news tenta confundir as pessoas questionando as orientações das autoridades de saúde ou mesmo da OMS (Organização Mundial de Saúde). Porém, uma brincadeira sobre um suposto rodízio de pedestres baseado no tamanho dos pés precisou ser oficialmente desmentida pela Prefeitura de Cascavel (oeste do Paraná).

iStock

O "comunicado importante”, colado em um documento virtual com o brasão da cidade, afirma que, a partir de segunda-feira", quem usa calçados cujo tamanho tem numeração par, só poderá andar nas ruas em dias pares e quem usa calçados ímpares, só poderá sair de casa nos dias ímpares. O texto ainda afirma que, para chinelos de numeração dupla, vale o menor número e quem sair descalço será multado.

A brincadeira, que já roda há algumas semanas nas redes sociais, tem claros indícios de ser falsa, como, por exemplo, dizer que o rodízio começa na segunda-feira, mas sem citar a data exata, além de conter erros ortográficos.

Reprodução

O desmentido foi publicado na página "Fato ou Fake Coronavírus Cascavel”, a fonte oficial de informações sobre a Covid-19 da prefeitura. O site alerta que "não importa o tamanho do pé, as únicas coisas que precisa cuidar são: sair de casa apenas se necessário, usando máscara, manter distanciamento e usar álcool em gel”.

O texto oficial também alerta que, apesar desta ser uma brincadeira de leve, é necessário tomar cuidado com as informações. "O assunto é sério e alguns fakes induzem pessoas a erro, trazendo riscos à segurança e à saúde pública.”

Conteúdo relacionado: