Vizinhos reclamam de 'festa' com presença de secretário em Umuarama

por Mariana Franco Ramos - Grupo Folha
   

Curitiba - Moradores de Umuarama, no Noroeste do Paraná, reclamam da realização de um encontro com a presença do secretário de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes (PSD), na noite dessa quinta-feira (14). Segundo a denúncia, empresários e políticos fizeram um churrasco na sede do IAT (Instituto Água e Terra), órgão ligado ao governo estadual, que teria durado até por volta das 23 horas. O Palácio Iguaçu, porém, diz se tratar apenas de uma reunião.

Denis Ferreira Netto/Sedest

Conforme a Prefeitura de Umuarama, uma equipe de plantão da Vigilância Sanitária foi acionada e se dirigiu até o local, antigo IAP (Instituto Ambiental do Paraná), para verificar se houve de fato aglomeração de pessoas, o que contraria as recomendações dos órgãos de saúde, em virtude da pandemia do novo coronavírus. Vizinhos também chamaram a PM (Polícia Militar) e a Guarda Municipal, que acompanharam a movimentação.

Em vídeo postado nas redes sociais, é possível ver Nunes e outras pessoas, de máscara, deixando a casa e um princípio de confusão. "Os fiscais se deslocaram ao endereço, realizaram a abordagem e fizeram a devida notificação. Também solicitaram a dispersão do público, o que foi prontamente atendido", diz trecho da nota, que não menciona festa ou churrasco. A administração municipal completa que o processo seguirá "os trâmites legais".

A assessoria de imprensa da Secretaria também se manifestou por meio de uma nota de esclarecimento. Segundo o documento, Nunes teve compromissos no interior do Estado, nos municípios de Goioerê, Campo Mourão, Engenheiro Beltrão, Terra Boa e Indianópolis. A previsão era de que a agenda do dia fosse finalizada em Umuarama, com reunião com a equipe da secretaria no município, às 18 horas.

"Em função de um atraso no deslocamento à cidade, a reunião só pode ser iniciada às 20h. Mesmo com o adiantado da hora o encontro foi mantido. A pauta tratou do encaminhamento dos licenciamentos ambientais na região", afirma a pasta.

Conteúdo relacionado: