PRF apreende três vezes mais drogas durante o 1º trimestre no Paraná

por Agência PRF
   

As apreensões de drogas realizadas pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) triplicaram no primeiro trimestre de 2020 no Paraná, se comparadas com o mesmo período de 2019.

Agência PRF

Entre janeiro e março, os agentes da PRF apreenderam no estado 10,6 toneladas de maconha, cocaína e crack -os três tipos de entorpecentes mais apreendidos pelo órgão. No primeiro trimestre de 2019, a PRF havia contabilizado 3,5 toneladas.

Do total de 10,6 toneladas apreendidas nesses primeiros três meses de 2020, 10.032 quilos foram de maconha. Outros 493 quilos, de cocaína. E 75,9 quilos, de crack.

Já as apreensões de cigarro feitas pela PRF no Paraná mais do que dobraram no período. Passaram de 5,9 milhões de carteiras de cigarro apreendidas, no trimestre inicial de 2019, para 15,9 milhões.

Ao longo do primeiro trimestre deste ano, 129 pessoas foram presas pela PRF por narcotráfico no estado. E outras 167, por contrabando ou descaminho.

No total, as equipes da PRF prenderam 1.001 pessoas no período em rodovias do Paraná, por diferentes crimes.

A Polícia Rodoviária Federal recuperou ainda 162 carros roubados e apreendeu outros 124 com seus sinais identificadores adulterados.

Apreensões da PRF no Paraná:

(1º trimestre de 2020)

- 10 toneladas de maconha;

- 493,5 quilos de cocaína;

- 75,9 quilos de crack;

(Total de drogas: 10,6 toneladas)

- 15,6 milhões de carteiras de cigarro.

(1º trimestre de 2019)

- 3,3 toneladas de maconha;

- 127,5 quilos de cocaína;

- 149,4 quilos de crack;

(Total de drogas: 3,5 toneladas)

- 5,9 milhões de carteiras de cigarro.

Conteúdo relacionado: