Treze são presos suspeitos de vender emagrecedores proibidos

por AEN-PR
   

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) prendeu 13 pessoas em flagrante, entre homens e mulheres, suspeitas de comercializar medicamentos "emagrecedores” de venda proibida, nesta terça-feira (17), em Curitiba. Os produtos eram ofertados nas redes sociais sem qualquer autorização do órgão responsável e enviados para todo o Estado. Cerca de 15 mil frascos dos remédios foram apreendidos durante a ação.

Sesp-PR

Foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão nos bairros Cidade Industrial de Curitiba, Boqueirão, Hauer e Bairro Alto. A PCPR também fez buscas em estabelecimentos comerciais que estariam expondo o produto à venda.

No curso das investigações, a polícia também identificou vendedores em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba, e em cidades do Interior - Londrina, Maringá e Campo Mourão. As páginas na internet com divulgação do produto ilegal chegavam a ter mais de 4 mil seguidores nas redes sociais.

Sesp-PR

De acordo com as investigações, os medicamentos apresentados como "fitoterápicos” não obedeciam as regras da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Em exame pericial foi constatada a presença das substâncias psicotrópicas sibutramina, fluoxetina, bupropiona e diazepam, - todas sujeitas a controle especial e venda somente com a retenção de receita médica.

Os presos na ação foram indiciados por vender, expor à venda, ter em depósito, ou de qualquer forma, distribuir ou entregar a consumo, produto sem registro no órgão de vigilância sanitária, de procedência ignorada e ou adquirida de estabelecimento sem licença de autoridade sanitária competente.