Ministro do STF tira do ar Twitter de blogueiro londrinense e outros apoiadores de Bolsonaro

por Vítor Struck - Grupo Folha
   

Em nova determinação do STF (Supremo Tribunal Federal) no inquérito que investiga a produção e disseminação das fake news, oito apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) tiveram as contas do twitter retidas nesta sexta-feira (24). Além de ficarem impedidos de publicar novos tuítes, os perfis também tiveram suas postagens antigas suspensas e ficam impossibilitados de interagir com outros usuários.

Fabio Rodrigues Pozzebom/Ag Brasil

Dentre os perfis retidos está o do londrinense Bernardo Küster, colaborador do site identificado com as ideias do astrólogo Olavo de Carvalho, Brasil Sem Medo. Os empresários Luciano Hang, Edgard Corona e Otávio Fakhoury, além do presidente do PTB (Partido Trabalhista Brasileiro), Roberto Jefferson, o blogueiro Allan dos Santos e Edson Salomão, assessor do deputado estadual por São Paulo, Paulo Douglas Garcia (PSL), estão na lista, que também conta com a ativista Sara Winter.

Em maio, o ministro Alexandre de Moraes, relator do inquérito das Fake News no STF, já havia determinado o bloqueio dos perfis em redes sociais como Facebook e Instagram de 16 investigados.

CONTINUE LENDO NA FOLHA DE LONDRINA:

Blogueiro de Londrina chamou ministro do STF de "moleque"

Proferida em maio, decisão que reteve contas de bolsonaristas só foi cumprida agora