Novo cotado para o MEC, Alex Canziani aposta em gestão 'técnica e com muito diálogo'

por Rafael Machado/Grupo Folha
   

Enquanto o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) não escolhe o novo ministro da Educação, a lista de cotados só aumenta. O nome mais recente é do ex-deputado federal Alex Canziani (PTB), que passou a ser cogitado nesta quinta-feira (9). O político foi presidente da Frente Parlamentar de Educação no período em que esteve no Congresso Nacional.

Fernando Cremonez/Ascom/CML

Em entrevista à FOLHA, Canziani considerou a possibilidade de assumir o MEC como uma grande honra. "Sei que existem outras pessoas sendo avaliadas, mas essa lembrança já é uma enorme satisfação". Apesar de cumprir cinco mandatos na Câmara, ele não foi eleito no pleito de 2018, quando concorreu ao Senado Federal. Por outro lado, sua filha, Luisa Canziani, também do PTB, está na primeira legislatura.

Continue lendo esta matéria na Folha de Londrina.

Conteúdo relacionado: