Aplicativo permite consultar roubo, furto e clonagem de veículos

por Agência Brasil
   

Disponível para uso em telefones celulares, o aplicativo Sinesp Cidadão, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, permite acesso direto a serviços da Secretaria Nacional de Segurança Pública. Com ele, é possível consultar a situação de roubo ou furto de qualquer veículo do Brasil, e constatar, a partir dos dados apresentados, se o veículo foi clonado.

Marcello Casal Jr. / Ag. Brasil

O app ganhou novas funções recentemente. Entre as novidades estão dois novos módulos: "Participação Cidad㔠e "Procurados”.

Com a atualização, a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) aproveitou para ampliar as funcionalidades já existentes. A nova versão do aplicativo também permitirá ao interessado incluir fotos de pessoas desaparecidas.

Acessando o módulo Procurados, o internauta poderá pesquisar a lista com nomes, fotos e informações dos criminosos mais procurados do país, divulgada pelo ministério. Caso identifique algum suspeito, poderá ligar para o número 190 usando o próprio aplicativo.

Já o módulo Participação Cidadã permitirá que os usuários denunciem o descarte irregular de lixo, pichações e casos de má iluminação pública, inclusive compartilhando imagens. No entanto, nesta primeira fase, a função só estará disponível nas cinco cidades que integram o projeto Em Frente Brasil, do governo federal: Ananindeua (PA); Paulista (PE); Cariacica (ES); São José dos Pinhais (PR); e Goiânia (GO).

Gratuito, o Sinesp Cidadão atualizado está disponível para usuários de Android e Iphone, nas lojas Apple Store e Google Play. Para usá-lo, após baixar a nova versão no seu celular, a pessoa deverá se logar usando a senha cadastrada no portal gov.br, que reúne as páginas na internet de todos os órgãos e programas federais.

Quem ainda não está cadastrado no portal deve criar sua conta. Para isso, é necessário informar o número do CPF, o que, segundo o ministério, permite que os usuários sejam identificados e responsabilizado caso façam uso indevido do aplicativo ou de qualquer outro serviço digital disponibilizado pelo portal.

Conteúdo relacionado: