BMW anuncia ausência no Salão de São Paulo

por Folhapress
   

Salões do automóvel ao redor do mundo estão perdendo força e as marcas estão reavaliando suas presenças nesse tipo de evento, que chama a atenção, mas resulta em poucas vendas.

Divulgação/BMW

Para a feira de São Paulo, marcada de 12 a 22 de novembro deste ano, já existe a primeira baixa: o grupo BMW, que também tem a marca Mini, anunciou nesta semana que não vai participar do Salão.

"Essa decisão foi tomada uma vez que o BMW Group está constantemente avaliando a sua presença em feiras e outros compromissos, ao mesmo tempo em que está explorando novas plataformas e formatos alternativos. Este ano, iremos reforçar o engajamento em atividades específicas e individualizadas de experiência da marca, incluindo maior oferta de test-drives e degustações de tecnologias e serviços para clientes e fãs da indústria da mobilidade e entusiastas do prazer de dirigir", disse a empresa em nota.

Histórico - Na última edição da feira paulista, em 2018, o grupo PSA, que engloba as marcas Peugeot e Citroën, foram as ausências mais sentidas, já que estavam lançando o C4 Cactus.

Na época, o grupo alegou custos muito elevados para expor seus carros no São Paulo Expo, na zona sul da capital. Jac, Jaguar, Land Rover e Volvo também faltaram.