Confira os cuidados essenciais com a lataria e a pintura do seu carro

por Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
   

Quem tem um veículo sabe como é triste ver a pintura da lataria danificada. Isso compromete a beleza do carro e, consequentemente, sua valorização. Deixar o automóvel exposto ao tempo, dejetos de pássaros ou sujeira são os principais fatores que prejudicam a pintura.

Divulgação

"Sempre que realizamos o reparo e pintura de um veículo, indicamos alguns cuidados. Manchas e imperfeições, como riscos e amassados, desvalorizam muito o carro. Então, para uma venda futura, isso vai contar muito na negociação”, destaca André Barboza, diretor geral da Oficina Jocar.

Mesmo para quem não deseja vender o carro, permanecer com a lataria danificada não passa uma boa impressão. É importante que todo proprietário e motorista se atente para manter o veículo com uma pintura sem defeitos, possibilitando sua beleza e conservação por mais tempo.

Veja alguns cuidados essenciais para conservar o visual do seu carro.

Limpeza

A primeira é uma das mais importantes dicas: lave seu carro constantemente e com muito cuidado!

Além de garantir uma aparência mais bonita, você evita acúmulo de partículas que podem causar danos, dependendo da substância que contém na sujeira que ficou no veículo. No entanto, vale ressaltar que cuidados com materiais e produtos para limpeza também são imprescindíveis para evitar o estrago da pintura.

Para poeiras e sujeiras mais "leves" e fáceis de limpar, o mais indicado é somente água morna e uma flanela limpa. Já para sujeiras mais grossas ou que "grudam" mais, procure produtos específicos para carros como shampoos e alto brilho.

Polimento

O polimento é um diferencial muito grande no cuidado com a lataria e a pintura do veículo. Ele se dá através da aplicação de uma cera no veículo, seguida pelo polimento com uso de equipamento específico, que deve ser realizado por profissional qualificado.

Esse processo retira riscos de menor intensidade e cria uma película que protege a lataria contra água, sujeiras e riscos mais suaves.

Sem dúvidas, é um investimento que compensa ser feito na conservação do carro.

Cuidado ao estacionar

Parece simples, mas muitos dos pequenos reparos no veículo são resultados de danos decorrentes de locais em que deixamos o carro. Antes de estacionar, certifique-se de que está longe de construção, árvores ou profissionais cortando grama.

Deixar o carro próximo a uma construção, significa deixar o veículo perto de um possível intenso movimento de pessoas ou veículos na obra, o que por si já representa uma certo perigo de avarias. Além disso, é importante estar atento ao fato que respingos ou mesmo queda de materiais como argamassa ou cimento por exemplo, pode gerar danos de maior complexidade.

Já quanto à estacionar embaixo ou próximo a árvores, o risco de avarias é causado por sementes, galhos ou seiva que podem se desprender da planta a qualquer momento, caindo sobre o que estiver embaixo. Além disso, vale ressaltar que as árvores são redutos naturais dos pássaros, que podem a qualquer momento gerar detritos sobre o carro.

No caso de profissionais trabalhando no corte de grama nas calçadas, é importante a remoção do veículo pois mesmo com telas protetoras, pequenos detritos, como pedras ou madeiras podem ser lançados contra o veículo involuntariamente. Portanto, cuidado com eventuais jardinagens que estejam sendo feitas perto do seu carro. Pode valer a pena remover o automóvel para outro lugar.

Chuva

Deixar o carro na chuva para tirar aquela poeira básica… quem nunca? Essa é uma estratégia utilizada por muitas pessoas. Porém, considere que esse tipo de ação não remove sujeiras mais profundas, por isso, não é recomendada para uma perfeita conservação do veículo.

Além disso, água da chuva pode trazer outras consequências ao automóvel, como a chuva-ácida, em que a água da chuva contém ácidos corrosivos. Eles podem manchar as primeiras camadas da pintura.

Outro ponto importante é que, junto com a chuva, podem vir granizos sobre o carro. Em muitos casos, isso gera amassados leves ou profundos, que podem demandar martelinho de ouro ou retoques na funilaria.

Repintura

Se houver riscos ou imperfeições no veículo mesmo seguindo as recomendações anteriores, leve-o à uma oficina especializada para fazer o reparo. Um simples polimento pode resolver o problema e evitar a remoção total da pintura. Fica a dica para quem gosta de andar com o carro sempre bonito e sem arranhões ou amassados.

Conteúdo relacionado: