McLaren vai cortar 1,2 mil vagas de emprego para diminuir gastos

por Folhapress
   

O grupo McLaren anunciou nesta terça-feira (26) que planeja cortar 1,2 mil vagas de emprego, incluindo membros da equipe de Fórmula 1. Os impactos causados pela pandemia do novo coronavírus levaram à decisão.

Divulgação / McLaren

"Lamentamos profundamente o impacto que essa reestruturação terá sobre todo o nosso pessoal, mas especialmente aqueles cujos empregos podem ser afetados", disse o presidente executivo da McLaren, Paul Walsh.

"É um curso de ação que trabalhamos duro para evitar, já que adotamos medidas drásticas de economia de custos em todas as áreas da empresa. Mas agora não temos outra opção a não ser reduzir o tamanho da nossa força de trabalho", completou.

Com o avanço da pandemia de covid-19 em todo o mundo, a Fórmula 1 também viu a necessidade de reduzir custos. Os organizadores chegaram a um acordo de diminuir o limite de orçamento da próxima temporada, além de outras medidas de contenção.

Conteúdo relacionado: