Quando aceitar os produtos automotivos oferecidos pelos frentistas?

por Redação Bonde com Assessoria de Imprensa

Confira dicas práticas para que as mulheres proprietárias de veículos saibam quando devem aceitar - ou não - produtos automotivos oferecidos pelos frentistas.

Pixabay

É comum que, mediante da oferta espontânea de itens em postos de gasolina, as mulheres tenham a impressão de que quem oferece produtos em postos de gasolina está "forçando” a venda, partindo da premissa de que as mulheres, em geral, possuem menos domínio do assunto. Isso ocorre porque muitas vezes a oferta de produtos não é esperada, visto que o veículo "aparentemente” não apresenta nenhum sintoma de falha.

Porém, é necessário ressaltar que os produtos automotivos disponíveis no mercado tendem a ter mais características preventivas do que de solucionar problemas já existentes. Com isso, alguns conhecimentos simples podem facilitar a decisão se um produto oferecido é essencial de ser aplicado ou não.

Em primeiro lugar, Carlos Ribeiro, gerente regional da marca da Petroplus, observa que se um veículo é novo e ainda está na garantia, provavelmente a maioria dos produtos oferecidos em postos de gasolina para tratamento de combustível e motores já devem ter sido aplicados.

"A aplicação de produtos automotivos é sempre preventiva, mas é recomendada principalmente quando um veículo começa a consumir mais combustível ou apresentar falhas. Em geral, os produtos visam limpar todos os resíduos de um motor para permitir sua melhor performance”, aponta Ribeiro.

Produtos para Radiador

Um dos produtos mais oferecidos em postos de gasolina em virtude da facilidade de aplicação são os fluídos para radiadores. Se o frentista aponta que o fluído do radiador está abaixo ou próximo do nível mínimo, é sim recomendado que o fluído seja completado. Na linha de produtos da Petroplus há quatro opções de produtos para radiadores, todos da marca Celsius, com diferentes colorações adequadas para cada modelo de veículo.

Segundo Ribeiro, completar o fluído é primordial para evitar que o motor venha a ferver e haja queima do cabeçote do motor. Porém, se o fluído do radiador baixar com frequência, o melhor é correr até uma oficina mecânica ou concessionária para averiguar mais a fundo o problema.

Produtos para tratamento de combustível

Para o tratamento do combustível, os produtos oferecidos pelos frentistas em postos de gasolina têm foco na eliminação dos resíduos originados pela queima de combustível no motor, o que acontece naturalmente durante o funcionamento do veículo, independentemente do combustível utilizado.

Existem produtos que podem ser aplicados a cada 3 mil ou 10 mil quilômetros rodados. O Fuel Injector Cleaner da marca STP, por exemplo, ele é um produto superconcentrado indicado para automóveis com bicos injetores e que deve ser aplicado regularmente a cada 3 mil quilômetros. Já para veículos com motores mais antigos, movidos a carburador e não a injeção eletrônica, é recomendada a aplicação de produtos para tratamento de combustível a cada abastecimento como o Flex Treatment, também da marca STP. E, para limpeza do motor completa do motor, a cada 10 mil quilômetros, há o STP Ultra 5 em 1, que proporciona uma manutenção integral do motor e deve ser aplicado com cada troca de óleo por um profissional especializado.