Saiba como evitar a dor de ouvido em pousos e decolagens

por Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
   

Quando o passageiro viaja de avião, é comum sentir algum desconforto no ouvido. Isso acontece geralmente na decolagem e no pouso devido a uma mudança brusca na pressão do ar. Além disso, outros incômodos podem vir junto, como dores de cabeça, dores no nariz e mal-estar.

Reprodução/Pixabay

Segundo Denise Ribas, otorrinolaringologista do Hospital Otorrinos Curitiba, a dor deve ser passageira e se resolver sozinha. Portanto, se as dores durarem mais que dois dias, é preciso que o passageiro procure um especialista.

"A mudança brusca de pressão pode ocasionar um processo patológico traumático e inflamatório no ouvido médio, que necessita de tratamento clínico. Além disso, quem tem muito desconforto, mesmo que só durante a viagem, deve investigar doenças nasais obstrutivas, otites crônicas, insuficiência tubária, dentre outras”, explica a médica.

Como funciona o ouvido - Para saber por que o ouvido dói em viagens de avião, é preciso entender um pouco como ele funciona.

Em linhas gerais, o ouvido externo é separado do ouvido médio pela membrana timpânica. A pressão do ouvido médio deve ser igual à pressão do meio externo em que vivemos. A tuba auditiva (um canal osteocartilaginoso) comunica o ouvido médio com a região posterior do nariz (nasofaringe) e é a responsável por manter o equilíbrio da pressão do ar entre os dois lados da membrana timpânica. Além disso, a tuba auditiva também é responsável pela drenagem das secreções do ouvido médio para o nariz.

Durante a decolagem ocorre diminuição da pressão ambiental, levando a saída abrupta de ar da orelha média pela tuba auditiva. Na descida ocorre o inverso, necessitando-se de que nessa situação a tuba auditiva permaneça aberta.

Como evitar a dor de ouvido no avião - Como apontado, é normal sentir dores de ouvido durante o pouso e a decolagem. Entretanto, existem alguns passos que, se seguidos, podem evitar a condição. Para isso, a médica Denise listou as principais ações.

A maneira mais comum de fazer entrar ar pela tuba auditiva é deglutir, já que a deglutição faz com que o ar circule pela via aérea. Deve-se mascar chicletes, tomar algum líquido ou comer alguma coisa durante a decolagem e o pouso do avião.

Além disso, uma outra maneira de evitar a dor de ouvido é forçar a entrada de ar para tuba através da Manobra de Valsalva - que consiste em assoprar com a boca e nariz trancados. O ar sob pressão entra na tuba auditiva e consequentemente equaliza a pressão;

Por último a técnica indicada é manter o nariz sempre bom para respirar, inicialmente com uso de soro fisiológico nasal 0,9% em spray - que consiste na lavagem nasal. Além disso, é importante tratar eventuais resfriados e rinossinusites antes da viagem, e eventualmente utilizar gotas com vasoconstritor (que auxilia a potência nasal e consequentemente melhora a função tubária).