Volkswagen Virtus muda de sedã para esportivo com um toque de botão

por Fernando Pedroso - Folhapress
   

Normalmente, carros esportivos aceleram bruscamente, têm a suspensão dura e são barulhentos. Essas características deixam o carro divertido, mas desconfortáveis. O Volkswagen Virtus GTS consegue equilibrar esses fatores.

Divulgação / Volkswagen

O sedã tem um motor 1.4 turbo de 150 cv de potência acoplado a um câmbio automático de seis marchas. Segundo a fábrica, ele chega a 100 km/h em 8,7 segundos e atinge 210 km/h.

Ele traz modos de condução e é nesse botão localizado ao lado da alavanca de câmbio que ele se transforma. No modo mais esportivo, o motor parece sempre cheio, pronto para acelerar.

Divulgação / Volkswagen

O escapamento ronca alto e o Virtus parece querer sair acelerando forte em qualquer saída de semáforo.

O motorista e o passageiro são abraçados pelos bancos em formato de concha, com extensos

No modo econômico, no entanto, o volume do escapamento abaixa e o sedã fica mais dócil, pronto para levar uma família para um confortável passeio.

Divulgação / Volkswagen

E leva bem. Por baixo do visual carrancudo do GTS com rodas 17", spoilers e aerofólios, o Virtus mantém seu bom espaço interno e porta-malas generoso. Tem também um excelente sistema de som da marca beats, mas isso acresce R$ 2.160 no já alto valor de R$ 104.940 pedido no carro.

Vem completo, porém, com ar-condicionado digital, quatro airbags, controles de tração e estabilidade, central multimídia com aplicativos de celular, painel digital, chave presencial, entre outros. Tem detalhes vermelhos nas saídas de ar e volante esportivo. Faltou só um teto solar para completar o pacote do Virtus esportivo.

Conteúdo relacionado: