Como escolher vidros para sua casa

por Conteúdo de Valor Folha
   

Pensar em uma casa perfeita implica pensar em vidraçaria, para garantir a segurança, conforto e apelo estético. Como os vidros são indispensáveis em qualquer obra, a escolha pela marca deve levar em consideração a reputação do fabricante e a qualidade dos produtos.

Pixabay

A segurança é um requisito básico para se escolher um vidro residencial. O temperado, que tem como principal característica ser um vidro de segurança, é obtido por meio de aquecimento gradativo e resfriamento abrupto num forno de têmpera.

O processo faz com que a placa de vidro tenha resistência até cinco vezes maior que a do vidro comum com espessuras semelhantes. Em caso de quebra, o vidro temperado fragmenta-se em pedaços pouco cortantes e bem pequenos, como descreve Thiago Timbó, diretor de produção da Temperlândia, têmpera tradicional de vidros em Rolândia, região metropolitana de Londrina.

Aplicações dos vidros residenciais

Além de estar em janelas - sua utilização mais comum - os vidros temperados também são excelentes escolhas para usar em portas, para que o ambiente pareça mais amplo e iluminado. Nesse caso, Thiago explica que são indicados os vidros refletivos, que impedem a visão de fora do ambiente para dentro, garantindo total privacidade sem perder o charme da vidraçaria.

Por falar em iluminação, os vidros incolores ou em cores claras facilitam a entrada de mais luz natural aos ambientes, gerando economia de energia. Com vidros de proteção solar, esse benefício é garantido, assim como a redução na entrada de calor e bloqueio de até 99% dos raios UV na versão laminada.

O laminado é feito de duas chapas de vidro intercaladas por uma lâmina de plástico de alta resistência, garantindo segurança extra. A Temperlândia também tem a versão do vidro temperado com proteção solar da linha Habitat da Cebrace.

Vidros residenciais na decoração

A versatilidade do vidro permite diferenciar e valorizar um imóvel esteticamente. Para a arquitetura, eles representam modernidade e estilo, além de terem benefícios no conforto e segurança.

O banheiro, por exemplo, é um cômodo onde os vidros são essenciais. O box em vidro temperado já se tornou praticamente obrigatório, mas ainda é possível explorar muitas outras possibilidades de decoração no espaço.

Alguns vidros têm somente função decorativa, como o bisotê. Também chamado de biselado, esse vidro possui um trabalho decorativo e acabamento chanfrado, obtido por meio da lapidação e polimento, conforme relata o diretor de produção da Temperlândia. Outra possibilidade de decoração é usando a serigrafia. Ela é feita sob o vidro temperado, por um esmalte cerâmico fazendo com que a tinta seja fundida à superfície do vidro.

Com todas essas possibilidades e informações, na hora de construir ou reformar, escolha vidros Temperlândia: pode confiar!

Este conteúdo foi desenvolvido pela Temperlândia.

Conteúdo relacionado: