8 dicas para escolher a poltrona ideal

por Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
   
Divulgação

Protagonistas ou coadjuvantes do espaço, uma coisa é certa: as poltronas são indispensáveis no décor. Unindo beleza e funcionalidade, a peça é extremamente versátil e pode ser encontrada em diversos formatos, tamanhos e materiais. "Na hora de escolher a poltrona correta para seu lar, é importante prestar atenção em alguns detalhes. Levar em consideração o uso que ela terá e o espaço que estará inserida é essencial”, aponta Gisele Leal, proprietária da Sierra Móveis Gabriel. Referência quando se fala em mobiliário de luxo brasileiro, a loja trouxe oito dicas para não errar na hora de escolher uma poltrona. Confira:

Por onde começar

A sala de estar é, sem dúvidas, o melhor cômodo para se apostar no uso de poltronas. "É importante ter em mente as medidas, tanto do local quanto dos demais móveis que o compõe, para definir exatamente quais as dimensões possíveis para a poltrona”, aponta Gisele. Um móvel mal colocado pode comprometer a circulação, por exemplo, ou deixar tudo muito tumultuado. O modelo deve levar em conta o estilo do projeto e a funcionalidade. "Há sempre de se considerar também a possibilidade de acrescentar um pufe ou banqueta à frente da poltrona, para esticar as pernas”, complementa.

Como compor em parceria com o sofá

Divulgação

As poltronas devem estar em harmonia com o sofá, mas isso não quer dizer que devam seguir o mesmo modelo ou acabamento dele. "É possível ousar, trazer uma peça de design, com volumetria, ou trabalhar com mais opções de materiais e formas”, aponta Gisele. Entretanto, é possível seguir algumas diretrizes. Sofás mais robustos, por exemplo, que são próximos ao chão, pedem por poltronas mais leves, para balancear o décor. "Considerar todo o conjunto é importante na hora da composição. Pensar não somente no sofá, mas nas cores da parede e piso, tapete, cortinas e demais mobiliários”, explica. Cores, estampas e texturas são ótimas pedidas para projetos arrojados, conferindo uma identidade única. Para os mais clássicos, o ideal é optar por poltronas com tecidos mais sóbrios e ousar apenas nos detalhes - como uma boa manta, xale ou almofada.

Disposição mais adequada

Divulgação

A disposição da poltrona deve levar em conta o tamanho do ambiente. Espaços amplos podem receber uma dupla de poltronas, mais discretas e perpendiculares ao sofá, e uma terceira peça, mais robusta, no lado oposto. "Nesse caso, é importante se atentar ao tamanho das poltronas perpendiculares - elas não devem avançar mais do que a medida do sofá”, alerta Gisele. Poltronas reclináveis geralmente devem ser dispostas voltadas para uma televisão, deixando, assim, o eletrônico como foco."Caso a ideia seja criar um ambiente onde a interação entre as pessoas seja o foco, as poltronas devem ser dispostas em frente ao sofá. Isso privilegia a conversa entre os convidados”, diz Gisele.

Opções para ambientes pequenos

Poltronas são a pedida perfeita para apartamentos pequenos - é necessário apenas adequar a quantidade e estilo da poltrona ao espaço.

"Em apartamentos pequenos, capriche no modelo, pois ela será a estrela do ambiente”, aconselha Gisele. Opções mais compactas e leves também são boas escolhas, pois permitem que se movimente o mobiliário com facilidade pela casa.

Dicas de tecido e acolchoamento

Tecidos naturais são costumeiramente mais confortáveis, porém exigem maior cuidado com a manutenção e desgastam mais rapidamente. Para facilitar, é possível optar por uma peça que traz um mix de tecidos naturais e sintéticos - algo cada vez mais comum no mercado. "Com a evolução da tecnologia dos tecidos, até mesmo os sintéticos ganharam um toque mais suave”, opina Gisele. O couro também é outro tipo de acabamento extremamente confortável e mais resistente.

As densidades de espuma, por sua vez, podem variar bastante. Quanto mais densa a espuma, mais firme a poltrona será. "Geralmente, o encosto da poltrona recebe uma espuma de densidade menor, pois sofre menos pressão do que o assento”, explica Gisele. A escolha vai de acordo com o gosto pessoal e local que a poltrona será utilizada.

Escolha perfeita para a sala de TV

Para as sessões de cinema em casa, conforto é primordial! Nesse ambiente, onde haverá pouca movimentação e o foco é a televisão, a ideia é optar por poltronas grandes e mais robustas, com opções de ajustes para braço, encosto e pernas. "Poltronas reclináveis e super confortáveis são perfeitas para quem deseja maratonar uma série. Aposte também no couro, que ajuda ainda mais nessa proposta”, aponta Gisele.

Alternativas para a sala de jantar

Por vezes empregadas nas cabeceiras das mesas de jantar, as poltronas devem ter a altura do assento proporcional a altura da mesa, garantindo que a pessoa, ao se sentar, não fique muito baixa. "É importante atentar-se também à profundidade, para que não seja necessário sentar-se na beirada da poltrona”, diz Gisele. Nesse ambiente, o ideal é optar por modelos slim e leves, para facilitar a entrada e saída à mesa. "Modelos giratórios também facilitam nesse processo”, complementa.

Como escolher poltronas de amamentação

Poltronas de amamentação devem ser bem confortáveis. Apesar da escolha ser muito pessoal, alguns cuidados na hora da escolha podem fazer a poltrona se adequar ainda mais ao corpo das mamães, garantindo ergonomia. "A melhor dica é observar se, ao se sentar na poltrona, seus pés alcançam confortavelmente o chão”, afirma Gisele. Optar por tecidos de fácil limpeza descomplicam a vida diária. Existem ainda alguns modelos com funções relax, com swing de balanço, que podem ajudar na hora de ninar. Mas Gisele relembra: "bebês crescem muito rapidamente, então fuja de poltronas com design muito delicado ou específico. Elas logo podem deixar de se encaixar no décor da casa”, afirma. Nesse caso, o melhor é optar por modelos confortáveis, mas com design versátil.

Conteúdo relacionado: