Aprenda a montar um banheiro acessível na sua casa!

por Celite
   
Divulgação

No próximo 11 de outubro será comemorado no Brasil o Dia Nacional da Pessoa com Deficiência Física (PCD). A data foi instituída pela Lei Nº 2.795, promulgada em 15 de abril de 1981 pelo governo de São Paulo e posteriormente comemorada em todo país. O objetivo é promover a conscientização da sociedade sobre as ações que devem ser realizadas visando assegurar a qualidade de vida e a promoção dos direitos das pessoas com deficiência física. De acordo com Censo de 2010, o Brasil possui mais de 45 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência - aproximadamente 24% da população.

O primeiro passo para assegurar a inclusão desse grupo de pessoas é através da acessibilidade - tantos nos espaços públicos, como também em casa. Pensando nisso, a Celite, marca especialista em louças e metais para banheiros, consciente do seu papel de democratização para todos os brasileiros, oferece linhas de produtos, desde bacia sanitária até barra de apoio, adequadas para o uso de pessoas PCD. A linha Acesso possui peças que seguem as orientações da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Essas normas têm como função principal padronizar a estrutura e garantir a qualidade dos ambientes residenciais e comerciais.

Para as famílias brasileiras que têm entre seus integrantes uma pessoa com deficiência, fica a dúvida: como adaptar o banheiro? O que deve ser feito e como fazer desse cômodo, de uso comum, acessível? A Celite preparou um guia especial com informações importantes na promoção da acessibilidade e do conforto dos usuários. Confira a seguir:

Barras de apoio

Ao montar um banheiro é necessário se atentar a algumas regras básicas que proporcionarão mais tranquilidade e autonomia aos moradores. De acordo com a recomendação da ABNT, os banheiros acessíveis devem possuir barras de apoio próximas ao chuveiro, bacia sanitária e lavatório. Para facilitar a locomoção, deve-se avaliar os pontos onde essas peças possam ser instaladas.

A norma de Acessibilidade (ABNT 9050) apresenta diferentes configurações de banheiro. Dessa forma, as respectivas alturas e lugares de instalação podem variar, pois a norma indica as alturas e aplicações para preservar a segurança e a circulação dos usuários.

Para ilustrar, no layout de banheiro abaixo indicamos as barras necessárias e as medidas de instalação.

Divulgação

Seguindo todos os protocolos de fabricação, a Celite possui em seu portfólio versões de barras fixas em diversos tamanhos e em "L” para atender os diferentes layouts dos banheiros PCD. Além disto, para maior conforto e segurança dos usuários, as barras suportam até 150 Kg (desde que sejam instaladas em paredes estruturais acabadas com azulejo).

Louças sanitárias:

Sobre a bacia sanitária, a altura ideal deve estar entre 43 cm e 45 cm do piso, medidas a partir da borda superior sem o assento. Com o assento, esta altura precisa estar, no máximo, 46 cm para as bacias de adulto.

O lavatório, por sua vez, exige o dobro de cuidados. Para assegurar que o usuário consiga lavar as mãos com tranquilidade, o lavatório deve ser instalado a uma altura de 80 cm. Além disso, é preciso considerar o espaço livre abaixo da bancada pensando no encaixe da cadeira de rodas com, no mínimo, 70 cm de altura. Tudo para que as pessoas ganhem mais conforto e segurança nas idas ao banheiro.

Acessórios para banheiros acessíveis

Os acessórios também precisam de atenção e soluções práticas para simplificar o dia a dia de pessoas com deficiência. O espelho, por exemplo, deve ser instalado entre 50 cm a 1,8 m em relação ao piso acabado, existindo a possibilidade de colocá-los em paredes sem pia. É sugerida que sua fixação seja feita a 10º em relação à superfície - angulação que permite melhor visualização para o usuário em cadeira de rodas.

Conteúdo relacionado: