Coronavírus: entenda como manter a casa higienizada e segura

por Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
   

Desde que o primeiro caso de Covid-19 foi confirmado no Brasil, a rotina de milhões de pessoas mudou completamente. Os hábitos de higiene como lavar as mãos com frequência, a adoção do isolamento social e a manutenção da quarentena tiveram que ser implantados para conter a disseminação do vírus em território brasileiro.

Divulgação

Deste modo, a orientação básica do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde (OMS) é ficar em casa e, se precisar sair para ir a mercados, farmácias ou trabalhar em serviços essenciais, é importante lavar bem as mãos, utilizar álcool em gel e higienizar roupas, sapatos e coisas que irão entrar na casa. Por enquanto, essas são as principais formas de diminuir o contágio por coronavírus.

Essas medidas também devem ser aplicadas aos ambientes da casa, que deve ser limpa com uma frequência maior do que a que era realizada antes do surgimento da pandemia. No entanto, de acordo com a infectologista Vivian Avelino-Silva, não é preciso adotar medidas extremas em locais onde todos estão saudáveis. "Caso exista uma pessoa infectada ou que teve contato com um doente, aí, sim, devemos ser rigorosos com a limpeza da casa. Se não for o caso, mantenha a limpeza habitual”, afirma.

Isso é necessário porque os vírus podem resistir por até nove dias sobre as superfícies, segundo Raquel Stucchi, consultora da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) e infectologista da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp ).

Neste ponto, caso a pessoa infectada tenha um cômodo próprio, que é o caso mais recomendado, as questões de limpeza se tornam mais fáceis, já ela poderá ficar isolada em um ambiente e usar apenas mais alguns outros, como o banheiro, por exemplo. Assim, os processos de desinfetar os ambientes têm que ser colocados em prática.

Veja abaixo as indicações de limpeza para cada ambiente.

Cozinha: sempre que chegar em casa com compras, os sacos não devem ser colocados em cima da mesa ou de cadeiras, mas no chão. Depois de lavar todos os produtos, eles podem ser guardados, assim como os sacos, e, em seguida, o piso deve ser limpo com desinfetante.

Quartos: primeiro, a poeira deve ser retirada com um aspirador de pó e trocar, de tempos em tempos, as roupas de cama. Deixar o ar circular pelo ambiente e higienizar o cesto de roupas sujas, a porta e os móveis também é importante.

Banheiro: como é o local em que as mãos são lavadas, a pia e os produtos próximos, como sabonetes, devem receber atenção redobrada no momento da limpeza. O box é outro material que deve ser limpo com frequência.

Lavanderia: neste ponto, algumas pessoas possuem o hábito de sacudir as roupas antes de colocá-las para lavar e, por espalharem o vírus que pode estar no tecido, é melhor não realizar esses movimentos.

Conteúdo relacionado: