Não se deixe enganar! Saiba contratar serviços domésticos

Veja quais critérios usar na contratação de encanadores, pintores e eletricistas, e evite dores de cabeça

por Redação Bonde
   

Quase todo mundo já teve problemas ao contratar mão de obra especializada para fazer reparos domésticos como pintura, consertos de encanamento ou na rede elétrica. E quando o chamado é para uma emergência, o risco de se aborrecer é ainda maior. No desespero para ver o problema resolvido, você contrata o primeiro profissional que encontra - e o resultado pode ser uma grande decepção.

Para quem não tem experiência em consertos residenciais, a troca de uma lâmpada ou a pintura de uma parede não representa um bicho de sete cabeças. Já a troca de um fusível pode ser difícil e perigosa. Antes de tudo, é preciso desligar a chave e trocar o fusível danificado por um novo e de mesma amperagem. Complicado, não é? Se você não se arrisca nesses serviços, contratar profissionais especializados pode parecer uma ótima solução.

No entanto, é importante destacar que isso nem sempre é o que acontece. O exagero no preço cobrado, por exemplo, pode ser um motivo e tanto para insatisfações. A saída, nesse caso, é fazer uma pesquisa prévia antes da contratação. Para se ter uma ideia, a troca da resistência de um chuveiro pode variar de R$ 15 a R$ 33; o serviço de pintura, entre R$ 10 e R$ 20 o metro quadrado; e a substituição do encanamento, de R$ 12 a R$ 33 o metro.

Como escolher

O cumprimento de prazos e a qualidade dos serviços executados também dão dores de cabeça. Para evitá-las, o ideal é pedir para amigos e conhecidos a indicação de bons profissionais. Essa referência não garante a idoneidade do prestador de serviço − nem a qualidade do trabalho -, mas já ajuda muito! E quando não for possível obter uma indicação, escolha um profissional ligado a uma empresa conhecida, que já esteja no mercado há alguns anos. As empresas de "Marido de aluguel", por exemplo, estão presentes em todo o país e oferecem eletricistas, encanadores e até mesmo marceneiros. "Tenho muitos clientes fixos, que me chamam para reparos há vários anos, pois confiam no meu trabalho", comenta Valdir José Peres, de 48 anos, o faz-tudo da empresa Marido de Aluguel de São Paulo.

Para evitar complicações, escolha um profissional especializado, que tenha experiência no assunto − prova de que ele é competente para solucionar o problema. Antes da contratação, pergunte se ele cobra pela visita e qual é o valor, peça um orçamento prévio e nunca permita que o serviço comece a ser executado sem definir quanto vai custar.

Além disso, não deixe de fazer mais de um orçamento e comparar preços, considerando, ainda, as condições de pagamento e o tempo de execução. Se o serviço ficar malfeito − como no caso de o entupimento persistir, total ou parcialmente − ou a cobrança do preço for abusiva, procure um órgão de defesa do consumidor antes de pagar. E só faça pagamento à vista depois de ter certeza de que o serviço foi bem executado. (Fonte: Portal Vital/Unilever)

Conteúdo relacionado: