Inspiração geek: como decorar a casa com elementos relacionados às paixões dos moradores

por Redação Bonde com assessoria de imprensa
   
Marcelo Magnani
Na sala de estar, a combinação dos quadros homenageia filmes emblemáticos de diferentes décadas.

Já parou para pensar como alguns cenários e personagens de filmes e séries são tão icônicos que, só de bater os olhos, a gente já sabe do que se trata? Quem nunca assistiu Harry Potter e sonhou em conhecer os grandiosos castelos de Hogwarts? Ou já se imaginou voando pela icônica nave Millennium, de Star Wars?

Não importa se somos adolescentes ou adultos de qualquer idade: quando essa paixão nos conquista, levamos por toda vida, como parte de nossa personalidade. Além de filmes e séries, o estilo geek se traduz pelo envolvimento que criamos com a cultura pop e nerd também presentes nos animes, HQ’s ou personagens dos videogames. "Ser geek é deixar nosso lado fã falar mais alto”, afirma a arquiteta Marina Carvalho, do escritório que leva seu nome. Geek de carteirinha, em seu portfólio a profissional já atendeu clientes em que trouxe sua inspiração para decorar os ambientes dos projetos.

Seja você admirador do grande mestre Jedi, um aficionado pelos personagens da Marvel ou de títulos mais contemporâneos como Game of Thrones e Big Bang Theory, Marina preparou dicas de como valorizar as coleções na decoração de casa. Acompanhe!

Dentro da cultura pop, uma infinidade de objetos pode nos remeter às nossas temáticas preferidas. Praticamente tudo pode virar artigo de decoração: desde um pôster de filme favorito, quadrinhos e bonecos de uma edição exclusiva de colecionadores. "No décor geek, mergulhamos nessas referências que, em boa parte, deriva do acervo pessoal do cliente”, explica Marina.

Evelyn Müller
No lavabo que conta com o lado externo super caracterizado, Marina Carvalho trouxe os personages Darth Vader e Stormtrooper para o papel de parede.

Com tantos elementos nas mãos, como obter o equilíbrio entre os ambientes? Para a arquiteta, a dica é separar por categorias ou temas. "Por entender como funciona esse hobby de ter as referências geeks preferidas, faço minhas sugestões, busco compreender quais são as coleções do morador e como ele deseja tê-las expostas em casa. Eu diria que é um trabalho muito gostoso combinar a arquitetura de interiores com esse lado geek”, relata.

A decoração geek é bastante versátil e pode ser inserida nos mais variados ambientes da casa, incluindo salas de estar, home office, dormitório e até lavabo e banheiro. Sem uma regra definida, a recomendação é dosar e incluir aos poucos. "Durante a elaboração do projeto, vivemos um período de descobertas. Muitas vezes, a cor predominante da coleção pode ser a tônica para a escolha da paleta adotada para o ambiente”, conta Marina.

Marcelo Magnani
Decoração em homenagem aos Beatles

Segundo a arquiteta, é possível começar por estantes, prateleiras ou um simples objeto. Além dos temas baseados em personagens, uma boa ideia, principalmente para os que estão começando, é incluir objetos que fazem alusão ao tema: instrumentos musicais, acompanhado por bonecos que representam o Fab Four de Liverpool, logo indicará que o proprietário do imóvel é fã dos The Beatles. "Inclusive, as cores predominantes também podem ilustrar, como o caso do amarelo e preto muito conhecido pelo filme Kill Bill”, detalha.

Marcelo Magnani
Nos nichos presentes na sala de estar, uma miscelânia composta pelo mestre Yoda, Homer Simpson e os personagens mexicanos da Vila do Chaves

Entre os elementos mais comuns neste tipo de decoração estão os discos de vinil, mas Marina afirma que este tipo de cliente costuma ser bastante criativo. "O encanto não tem limites! Já atendi um proprietário de imóvel que tinha a espada do seu personagem favorito e outro que fez questão de deixar à vista, na estante, seus jogos de tabuleiro. É muito divertido”, relembra.

"O mais importante neste tipo de décor é que o morador seja apaixonado pelo tema e sinta orgulho em expor. Quanto mais espaço tem a cara a cara do dono, mais interessante ele é”, finaliza.

Conteúdo relacionado: